Institucional > FIEP

Indústria discute crise política

Encontro convocado pela CNI reúne todos os presidentes de
federações industriais do Brasil; Fiep defende Constituinte Exclusiva

O presidente da Fiep, Rodrigo da Rocha Loures, participa no final da tarde desta quinta-feira (04/08), em São Paulo, de uma reunião extraordinária do Fórum Nacional da Indústria, com todos os presidentes de federações industriais. O encontro foi convocado pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Armando Monteiro Neto, para a discussão do momento político brasileiro e os reflexos da crise sobre o setor produtivo. Na reunião será debatido o rumo das investigações sobre as denúncias que envolvem parlamentares, partidos políticos, ministros e o próprio governo.

Rocha Loures vai apresentar a posição de 37 sindicatos patronais da Grande Curitiba, que manifestaram suas opiniões sobre o momento político brasileiro durante encontro promovido pela Fiep na manhã desta quinta-feira. Para os dirigentes sindicais todo o processo deve ser cercado do mais absoluto cuidado e rigidez investigativa, para que se conheça toda a extensão da verdade e para que não haja manipulação de fatos em benefício de nenhum grupo.

O presidente da Fiep também vai defender a convocação de uma Constituinte Exclusiva para mudar o sistema eleitoral brasileiro. “A reforma política, pela via da Constituição, fortalecerá a vida parlamentar e evitará que, de degrau em degrau, desçamos até o nível da absoluta inviabilidade funcional”, afirma.

Para o presidente da Fiep, o sistema eleitoral de hoje é corruptor. “Temos o horário gratuito da televisão mais caro do mundo, com produções ?hollywoodianas?, onde o ?marqueteiro? nivela aos olhos do público o sábio e o ignorante e onde o texto bem redigido esconde a indigência do raciocínio e a ausência de idéias próprias”, sustenta Rocha Loures. “O país deseja que a inteligência vença o submundo tosco dos corruptos e dos oportunistas”.

About Author