Institucional > FIEP

Áustria, Portugal e Suíça disputam Mundial em Curitiba

Brasil vai contar com uma equipe de 60 atletas-trabalhadores
no Mundial de Atletismo do Trabalhador, que acontece em setembro

Áustria, Portugal e Suíça já confirmaram a presença de suas equipes no Mundial de Atletismo do Trabalhador, que será realizado de 5 a 9 de setembro, em Curitiba. Estes países vão mandar 66 trabalhadores-atletas para o campeonato, que pela primeira fez acontece no Brasil.
De acordo com Rui Campos, gerente do Sesi Esportes e responsável pela organização do torneio, países que valorizam o esporte como parte do desenvolvimento do trabalhador vão prestigiar o Mundial. “A expectativa é de que 150 trabalhadores-atletas estrangeiros disputem as provas na capital paranaense”, afirma.

Ele lembra que o Brasil tem se destacado em campeonatos mundiais de esportes do trabalhador e vai contar com 60 competidores no Mundial de Atletismo deste ano. “O trabalhador brasileiro tem se destacado nas competições que participa. Neste ano, nossos atletas foram campeões mundiais no vôlei de praia e na natação. Certamente faremos um grande papel no atletismo, pois a motivação é enorma porque pela primeira vez a disputa desta modalidade esportiva será no Brasil”, assinala.

O Mundial de Atletismo do Trabalhador terá 18 provas femininas e 20 masculinas, mesclando pista e campo. A competição acontece, com essas características, a cada três anos em diferentes países, para provas individuais e de equipes, sempre com a chancela da Confederação Esportiva Internacional do Trabalho (CSIT).

Nessa edição, o velocista Robson Caetano será o patrono do evento. Atleta olímpico brasileiro, Caetano se destacou mundialmente pelo desempenho alcançado nas pistas durante as décadas de 80 e 90. As provas serão realizadas no Centro Universitário Positivo (Unicenp) em Curitiba (PR).

About Author