Institucional > FIEP

Sistema Fiep inaugura escritório regional do IEL em Ponta Grossa

O Sistema Fiep inaugura mais uma unidade regional do IEL. Desta vez em Ponta Grossa. O escritório vai atender 70 municípios da região dos Campos Gerais

O Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP) inaugura oficialmente em Ponta Grossa na próxima terça-feira (23), às 16 horas, o escritório regional do Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Instituições de ensino e representantes de classes empresariais participarão da solenidade. O IEL tem como missão promover a interação das empresas do setor industrial com as instituições de ensino, pesquisa e demais organizações baseadas no conhecimento, visando a competitividade e desenvolvimento do setor produtivo paranaense.


O escritório está em funcionamento desde o mês de março nas dependências do Serviço Social da Indústria (Sesi), na região central. Já estão cadastrados 1,3 mil alunos dos níveis técnico, pós-médio e superior. O escritório atende 70 municípios de Ponta Grossa e região dos Campos Gerais.


Um das atividades do IEL é o programa de estágio supervisionado, que encaminha e insere estudantes no mercado de trabalho. “Os alunos passam por uma avaliação de perfil e são oferecidos ao estágio de acordo com as necessidades da empresa. Por isso, o estágio é otimizado”, afirma Pedro Andriolli, coordenador de Estágio e Novos Talentos do IEL.


O IEL Nacional foi instalado em janeiro de 1969 como entidade civil, sem fins lucrativos, vinculada à Confederação Nacional da Indústria (CNI). Em agosto de 1969 a estrutura do IEL foi trazida para o Paraná. Hoje, além de Ponta Grossa, há escritórios regionais do IEL nas cidades de Londrina, Cascavel, Maringá e na Cidade Industrial de Curitiba (CIC).

A diretora executiva do IEL Paraná, Gina Paladino, explica que a instituição trabalha para promover a aproximação do meio acadêmico com o setor produtivo. O estágio é uma das formas de aproximação, segundo ela. “O nosso propósito é mostrar às empresas que o estagiário é um futuro profissional em potencial e um novo talento que pode levar conhecimentos novos para a empresa”, explica. Além disso, para o estagiário a vivência no ambiente corporativo é fundamental na complementação dos ensinamentos obtidos no ambiente acadêmico.


Euvaldo Lodi
O nome é uma homenagem ao industrial e político Euvaldo Lodi, um dos fundadores e o primeiro presidente da CNI. Nascido em 1896, em Ouro Preto-MG, formou-se na Escola de Minas e Metalurgia da mesma cidade, presidiu a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro e ficou na direção da CNI até 1956, quando faleceu. Euvaldo Lodi trabalhou na construção de estradas, na exploração de minas de ferro e de carvão e dirigiu empresas. Participou das negociações para o fim da Segunda Guerra Mundial, foi presidente da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal) e membro do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas. Integrou a Assembléia Nacional Constituinte, em 1933, e atuou até 1937, quando o então presidente Getúlio Vargas decretou o Estado Novo e fechou o Parlamento. Com a redemocratização, elegeu-se deputado federal, cargo que exerceu até 1954.


About Author