Institucional > FIEP

Missão paranaense embarca para França

A indústria e a economia paranaenses esatrão em destaque no mercado europeu de 8 a 15 de outubro quando acontece a Semana do Paraná na França

Durante sete dias, a indústria e a economia do Paraná estarão em evidência em reuniões de negócios, encontros empresariais e visitas técnicas Buscar novos negócios, ampliar as relações comerciais e firmar parcerias com holdings francesas. Esses são os principais objetivos de mais de 60 empresas que participam da Semana do Paraná na França, que acontece de 8 a 15 de outubro. O encontro faz parte da programação comercial organizada pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e a Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul .

“O Brasil está em destaque na França durante todo o ano de 2005. O Paraná deve aproveitar a oportunidade para ampliar as relações comerciais com os franceses, que ficaram na sexta posição de países compradores em 2004”, afirma o presidente da Fiep, Rodrigo da Rocha Loures. Industriais dos setores de alimentos, automotivo, construção civil, informática, vestuários, entre outros participarão de encontros com as principais holdings francesas.

O empresário Heroldo Secco Júnior, diretor presidente de um escritório de exportação de produtos brasileiros em Cascavel, já exporta para vários países da Europa, EUA e Mercosul. Para ele, a França é um mercado novo e em expansão, e por isso, pretende aproveitar a oportunidade para negociar com os franceses. “Para conseguir bons resultados é preciso conhecer o mercado para o qual se vai exportar e mostrar o que há de melhor em sua produção”. Heroldo conta que é fundamental ser visto para ter sucesso no mercado exterior.

“Temos que mostrar o que temos de melhor. Já encaminhamos 20 quilos de chá, erva mate e chocolate para a França”, diz. Além de alimentos, Heroldo levará para a França produtos de artesanato, linha pet para pequenos animais e moda praia. Alguns empresários não esperaram chegar à França para fazer contatos. Vera Maria Hofius Gonçalves, proprietária de uma empresa de semi-jóias de prata e folhados, entrou em contato com atacadistas franceses e já agendou reuniões. “Estou investindo nessa missão e acredito que terei retorno. Jóias com pedras brasileiras fazem muito sucesso no exterior”.


O empresário de Castro, Ricardo Machado Bonilla, proprietário de uma trade, também já agendou reuniões com empresários de Lyon para apresentar seus produtos de linha pet. “A França é muito exigente. Como todos nossos produtos têm certificação internacional, acredito que não será difícil conquistar o mercado francês”. O empresário levará para a França açúcar mascavo, banana passa, produtos da linha pet, aves raras e casas de madeira. Além de negociar seus produtos com os franceses, Bonilla pretende buscar parcerias para a instalação de indústrias de alimentos para animais e de laticínios em Castro.

Programação – A Semana do Paraná na França prevê diversos encontros com líderes das principais holdings francesas. Um deles é com a Mouvement des Entreprises de France (Medef), instituição similar à confederação das indústrias. A Medef agrupa corporações, que juntas somam um faturamento de 600 milhões de euros. Neste evento estarão presentes o presidente do Conselho de Administração da Renault mundial, Louis Schweitzer e o diretor da Renault na França, Jean Marie Hurtiger.


Além destes encontros, estão programadas visitas técnicas a centros de pesquisas franceses, como o Instituto Francês Têxtil, Centro Técnico das Indústrias Mecânicas, Centro Técnico da Madeira e do Mobiliário, Centro Técnico das Indústrias de Climatização de Ambientes e Filtragem de Ar e Térmicas e Instituto Superior Agrícola de Beauvais (ISAB). Os empresários também visitarão centros industriais e tecnológicos em Paris e Lyon nos setores metalmecânico, sucro-alcooleiro, software, agroindustrial (orgânicos), alimentos, vestuário, móveis e madeira.

About Author