Institucional > FIEP

Inovação e Parceria

Sistema Fiep promove Jornada de Interação em Educação, Ciência e Tecnologia

Sistema Fiep promove Jornada de Interação em Educação, Ciência e Tecnologia


O encontro, que acontece terça-feira (24), é uma iniciativa dos Observatórios do Sesi e do Senai e trará a Curitiba representantes de instituições consideradas inovadoras nestas áreas.  


O Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) realiza nesta terça-feira (24) a Jornada de Interação em Educação, Ciência e Tecnologia, que trará a Curitiba representantes de importantes instituições brasileiras, inovadoras nestas áreas. Entre elas o CENPES – Petrobrás; o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Energias Renováveis, o Instituto Sapientia – Sapiens Park, a Unicamp, a USP e o CETENE (do Nordeste). O encontro, que acontece das 8h30 às 17h45, no Cietep, tem como objetivo conhecer experiências desenvolvidas nessas entidades e prospectar novas parcerias para o Sistema Fiep.

A iniciativa é dos Observatórios do Serviço Social da Indústria (Sesi) do Paraná e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Paraná. Criados nesta gestão do Sistema, os Observatórios dedicam-se a prospectar e propagar novas tecnologias, iniciativas e idéias, que se configurem como antecipação do futuro, para embasar planejamento e tomada de decisões nas duas entidades. Existe também o Observatório IEL (Instituto Euvaldo Lodi), que tem como foco o desenvolvimento industrial sustentável.

“A Jornada de Interação é resultado dos contatos e visitas a estas instituições, que realizamos durante o primeiro semestre”, explica Marília de Souza, coordenadora dos Observatórios Sesi/Senai/IEL. Segundo ela, nesta primeira fase foram identificadas experiências inovadoras nas áreas de Educação e Convergência NBIC (nano, bio, info e cognotecologia).


Conheça as instituições já confirmadas para a Jornada de Interação:


CETENE: Centro de desenvolvimento e transferência de tecnologias consideradas estratégicas para a região Nordeste, criado em 2005, pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Atua nas áreas de Bio e Nanotecnologia, com o apoio do Laboratório de Microscopia Eletrônica e do Laboratório para Integração de Circuitos e Sistemas. Possui Biofábrica para a produção de mudas de cana-de-açúcar, uma unidade piloto de biodiesel e projetos para estudo de fermentação e bioprocessos / Biomassa. O CETENE está realizando prospecção tecnológica sobre produtos com nanotecnologia no mundo, elaborando um modelo de priorização de setores e levantamento de informações das indústrias nordestinas atuantes nesta área.

CENPES: O Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello tem como objetivo atender às demandas tecnológicas que impulsionam a Petrobras. Atualmente, a estratégia de desenvolvimento tecnológico da Petrobras aponta para quatro prioridades do Cenpes: aumento da capacitação tecnológica para a produção em águas profundas e ultraprofundas; aumento da recuperação de petróleo das jazidas; novas tecnologias de refino para adequar a produção de derivados tanto aos petróleos disponíveis no país quanto às características de seu consumo;  tecnologias de novas fontes de energias.

IDER: O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Energias Renováveis busca o desenvolvimento e viabilização das fontes de energias renováveis, cuja eficiência tecnológica é viável, com vantagens de serem inesgotáveis e não agredirem ao meio ambiente. Também há a tarefa de buscar o acesso a essa energia, através de projetos descentralizados e democráticos. Sua missão é contribuir para a disseminação da aplicação de energias renováveis e de tecnologias ambientais e sócio-educativas adequadas.

INSTITUTO SAPIENTIA-SAPIENS PARK: Dentre os projetos desenvolvidos por esta instituição se destacam o Sapiens Circus, o Sapiens Park, o MPE Superação Empreendedora e a Gincana do Milênio. Com o auxílio de diversas mídias (imagem, áudios e vídeos), atores, uma história e um jogo, cada projeto torna-se uma experiência memorável aos convidados, que além de aprender, podem interagir. Os projetos são direcionados para a educação baseada na Economia da Experiência, fortemente relacionada às Tecnologias de Informação e Comunicação.

UNICAMP: A Universidade Estadual de Campinas e o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), do Ministério da Ciência e Tecnologia, são responsáveis pelo projeto Nanoaventura, experiência lúdica multimídia que aborda o tema para alunos a partir de nove anos. Os conteúdos são resultados de pesquisas no campo da Nanociência – que estuda estruturas de dimensão física da ordem de dezenas de nanômetros (bilionésima parte do metro). Já a Nanotecnologia permite observar, medir e manipular átomos, criando até mesmo novos materiais a partir deles.

USP – Escola do Futuro: Laboratório interdisciplinar que investiga como as novas tecnologias de comunicação podem melhorar o aprendizado em todos os seus níveis. O Laboratório Didático Virtual tem como principal objetivo construir uma infra-estrutura pedagógica e tecnológica – comunidade de aprendizagem – que facilite o desenvolvimento de projetos de física nas escolas e incentive no aluno o pensamento crítico, o uso do método científico, o gosto pela ciência e principalmente à reflexão e compreensão do mundo que o cerca. Já o Laboratório de Ensino de Ciências e Tecnologia desenvolve projetos inovadores situados nos mais variados contextos (Botânica, Zoologia, Termodinâmica e Termologia, Gestão Ambiental, Epidemiologia, Saúde, História da Ciência, Astronomia) junto a alunos de 07 a 17 anos de idade, em escolas públicas e particulares.

CENTRO DE ESTUDOS E SISTEMAS AVANÇADOS DO RECIFE: O C.E.S.A.R.EDU tem como missão formar capital humano de classe mundial em Tecnologia da Informação e Comunicação. Utiliza por base performance, inovação e conhecimento prático do C.E.S.A.R – um dos melhores centros de inovação e P&D do Brasil, ganhador do Prêmio FINEP de Inovação Tecnológica.

AUÇUBA – COMUNICAÇÃO E EDUCAÇÃO: O Auçuba tem como missão “contribuir para melhoria da qualidade de vida de crianças, adolescentes e jovens, através do potencial pedagógico e mobilizador da comunicação, fomentando uma atitude socialmente responsável e cidadã”. Em parceria com o Instituto Oi Futuro, a Auçuba desenvolve o projeto Kabum! Escola de Arte e Tecnologia, que atua na formação de jovens em linguagem multimídia, aproximando a arte de tecnologias de ponta para promover a inclusão social e o exercício da cidadania. Além disso, incentiva os jovens a desenvolverem estratégias de trabalho e renda a partir do conhecimento apreendido na Escola Kabum, podendo se constituir produtores culturais, intervindo na produção do audiovisual de seus bairros/cidades.

OI FUTURO: É o instituto responsável pelas ações de responsabilidade social da Oi. Tem como missão “desenvolver, apoiar e reconhecer ações educacionais e culturais que promovam o desenvolvimento humano, utilizando Tecnologia de Comunicação e Informação”. Atua nos eixos de educação e cultura e está presente em várias cidades do país. São mais de dois milhões de pessoas beneficiadas através dos projetos Tonomundo, Oi Kabum! Escolas de Arte e Tecnologia, Geração Oi, Conecta, Novos Brasis, Patrocínios Culturais Incentivados e do espaço cultural também denominado Oi Futuro.

About Author