Institucional > FIEP

PINTEC 2005

Indústria do Paraná intensifica parceria com centros de capacitação

Indústria do Paraná intensifica parceria com centros de capacitação

Senai ocupa posição significativa em projetos inovadores desenvolvidos em conjunto com a indústria paranaense


Em posição de destaque na Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC) 2005, divulgada no fim de julho pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a indústria do Paraná – que registrou uma evolução na taxa de inovação de 36,9% para 40,4% em relação à PINTEC 2003 – também intensificou as parcerias com centros de capacitação profissional e assistência técnica. Na PINTEC 2003 apenas 2,7% das empresas paranaenses que desenvolveram projetos de inovação, seja de produtos ou de processos, com relações de parceria, consideraram alta ou média a importância da parceria com esses centros. Na PINTEC 2005 esse índice saltou para 25,4%.

“Esse dado é de enorme importância e merece uma reflexão mais aprofundada. Entre os centros de capacitação profissional e assistência técnica o Senai ocupa uma posição significativa”, considera Carlos Sérgio Asinelli, diretor regional do Senai Paraná. “É preciso observar que o Senai está incluído em um grupo, o que impossibilita identificar o resultado do seu esforço individual. Mas, de qualquer forma, o resultado geral é para ser celebrado”, observa Asinelli.

Em números absolutos, 2,7% corresponde a 3 das 112 empresas que inovaram com parcerias entre 2001 e 2003. Já o índice de 25,4% corresponde a 66 das 259 empresas que inovaram com parcerias entre 2003 e 2005. A avaliação do Paraná (25,4%) neste quesito está acima da nacional (23,1%). Na PINTEC 2003 a avaliação do Paraná (2,7%) estava muito abaixo da nacional (15,1%), revelando que foi realizado um esforço para alavancar este índice no Estado.

“As entidades do Sistema Fiep (Senai, Sesi, Unindus, IEL e Fiep) desenvolvem uma série de projetos que tem por objetivo promover a inovação na indústria paranaense. Neste primeiro semestre, registramos cerca de 80 atividades pró-inovação”, diz Asinelli. As atividades envolvem desde palestras sobre linhas de financiamento para inovação até o desenvolvimento de projetos inovadores em conjunto com a indústria, passando por cursos, oficinas tecnológicas, consultas técnicas, workshop, seminários, entre outras.

“A promoção da inovação, do empreendedorismo e de soluções tecnológicas para a indústria é um dos objetivos estratégicos do Sistema Fiep”, afirma o diretor regional do Senai. Para ele, a avaliação de “centros de capacitação profissional e assistência técnica” como parceiros para a inovação aponta o progresso que está sendo obtido. “Mostra também como o Sistema Fiep está desempenhando o seu papel no sistema nacional de inovação”, considera Asinelli.

Um dos dados da PINTEC 2005 que demonstra o avanço da indústria paranaense é o aumento da taxa de inovação, que no último levantamento ficou em 40,4%, acima da média nacional de 33,4%. “Esses avanços são necessários, mas precisam ser ampliados através de uma maior articulação entre os atores do sistema de inovação e de uma maior intensidade e adequação das ações desses atores. Dessa forma, a indústria paranaense poderá ser bem sucedida em uma economia globalizada e contribuir para o aumento da qualidade de vida das pessoas”, conclui o diretor regional do Senai.

About Author