Global Fórum chega ao nordeste

Depois de Curitiba e São Paulo, o Nordeste prepara propostas em prol de uma sociedade sustentável. O encontro acontece de 15 a 17 de abril, em João Pessoa, na Paraíba. O Movimento foi trazido ao Brasil pelo Sistema Fiep

A Paraíba será o próximo Estado a dar continuidade ao Movimento Global Fórum América Latina. Depois de Curitiba e São Paulo, empresários, universidades, setor público e sociedade civil de todos os estados do Nordeste apresentarão propostas em prol de uma sociedade sustentável. O encontro será de 15 a 17 de abril, em João Pessoa, na Paraíba, na Estação Cabo Branco Ciência, Arte e Cultura, projetada por Oscar Niemeyer. As inscrições podem ser feitas no site www.globalforum.com.br.

O Global Fórum Nordeste é um desdobramento do Global Forum América Latina (GFAL), realizado em junho de 2008, em Curitiba. O movimento mundial foi trazido ao Brasil pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), com o apoio da comunidade empresarial e acadêmica, para discutir o papel da educação e dos negócios com foco na sustentabilidade.

“Os desdobramentos do Global Fórum, primeiro em São Paulo, e agora no Nordeste, são fruto das reflexões iniciadas em junho, em Curitiba. Entendemos que é preciso repensar a formação para os negócios e o caminho para isso é a formação de redes sociais e de aprendizagem, que influem de forma positiva nas mudanças e na educação”, afirma o presidente do Sistema Fiep, Rodrigo da Rocha Loures.

A programação inclui trabalhos em grupo e palestras. Nomes como Ricardo Young, do Instituto Ethos, Alexandra Reschke, secretária do Patrimônio da União, Bauback Yeganel, especialista em desenvolvimento organizacional, e o cientista político Augusto de Franco participam das discussões.

O encontro no Nordeste está sendo organizado pela Federação das Indústrias da Paraíba, em parceria com as demais federações de indústrias da região e pela Universidade Federal da Paraíba. “Queremos exaltar o que temos de bom e propor ações para o desenvolvimento no Nordeste”, comenta uma das organizadoras, Denise Gadelha, que também é coordenadora da Universidade Corporativa da Indústria da Paraíba.

About Author