Talentos do Senai são finalistas do Prêmio João Turin

Dois alunos do curso Técnico em Estilismo de Confecção Industrial de Curitiba estão entre os 12 finalistas do concurso. Vencedor será conhecido no encerramento do 3.º Paraná Business Collection, dia 29 de maio

clique para ampliar No ano passado aluna do Senai foi terceiro lugar no concurso (Foto: Rogério Theodorovy)

Representado em todas as edições do Prêmio João Turin de Incentivo a Novos Designers, o Senai Paraná chega em dose dupla no concurso deste ano. Entre os 12 finalistas da 6ª edição do Prêmio estão dois alunos do curso Técnico em Estilismo de Confecção Industrial de Curitiba. Eles desfilarão suas peças em 29 de maio, no último dia do 3.º Paraná Business Collection – um dos maiores eventos de moda no Estado, realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) e Sebrae. 

Formada em 2007 pelo Senai, Nessandra Cândido Cordeiro, de 28 anos, é uma das representantes. Sob o tema do concurso “Passaporte para a Moda”, em que a inspiração vem das Cataratas do Iguaçu, Nessandra levará lenda e magia para a passarela. “Meu conceito se baseia na lenda indígena do surgimento das Cataratas do Iguaçu”, disse a jovem.

Elementos da natureza, como terra e água foram referencias para a confecção dos looks da estilista e poderão ser conferidos nas cores e na forma das peças. Ela optou por tecidos mais comuns, como tricoline e cetim, e o diferencial ficou por conta da utilização de arames e papel.

Leonardo Spisla, de 24 anos, colega de turma de Nessandra, é o outro representante do Senai no concurso. Tendo a água como conceito, ele mesclou a sua importância para a vida e seus movimentos. Para a confecção dos looks, conta que usou o neoprene, tecido utilizado em roupas de mergulho e para surfistas, misturado a outros mais refinados, como crepe georgette e organza.

“Tentei inovar com algumas técnicas. No corpete, que compõe o trabalho conceitual, coloquei algumas bolsas de água presas à peça”, conta o jovem. O look comercial é composto por uma blusinha e duas calças. Neste último, utilizou a técnica da sobreposição de peças. Segundo o rapaz, as coleções do estilista inglês Alexander McQueen foram algumas inspirações.

Com tanto trabalho e criatividade na produção das roupas, a expectativa dos finalistas é das melhores. “Espero chegar entre os três primeiros”, revelam os dois. Nessandra, que também é formada em artes plásticas pela Escola de Música e Belas Artes do Paraná, conta que os conteúdos mais técnicos acerca da produção de moda, aprendidos no Senai, contribuíram para que ela tivesse o embasamento necessário para enfrentar o mercado de trabalho e participar dos concursos de moda.

Na opinião de Leonardo, todos os conteúdos foram fundamentais para a manifestação da criatividade. “No curso temos um mix de tudo, desde a modelagem até a costura para um bom acabamento para as roupas”, completa.

O grande vencedor levará como prêmio, uma viagem a Milão e Paris, como integrante da Missão Empresarial organizada pela Fiep, através do Centro Internacional de Negócios (CIN), além do troféu assinado pelo artista plástico Valdir Francisco.

Participações

O Senai Paraná esteve presente em todas as edições do Prêmio João Turin, sempre com bons resultados. Na primeira edição, realizada em 2003, a aluna do Senai Francesca Córdova levou a melhor. No ano seguinte, a aluna vencedora foi Beatriz Blohm. Em 2008, na 5ª edição, o Senai garantiu a terceira colocação com o desfile da aluna Michele Cândido da Silva.

 

 

About Author