Uberaba Digital leva sinal gratuito de internet a 10 mil moradores

Articulado por voluntários do núcleo local da Rede de Participação Política e parceiros, projeto foi apresentado a jornalistas e empresários nesta segunda-feira, em encontro no Cietep.

Presidente da Fiep apresenta o projeto. Ele propôs o desafio de transformar Curitiba em cidade totalmente conectada, em um ano

O projeto Uberaba Digital, que vai fornecer o sinal gratuito de internet aos moradores do bairro Uberaba, em Curitiba, a partir de quarta-feira, 18 maio, foi apresentado a empresários e jornalistas durante um café da manhã realizado nesta segunda-feira (16), no Cietep.

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, Rodrigo da Rocha Loures, lançou o desafio de transformar, em um prazo de um ano, Curitiba em uma cidade totalmente conectada. Ele foi inspirado na proposta viabilizada por voluntários do núcleo de articulação local da Rede de Participação Política (RPP) – iniciativa apartidária da Fiep – juntamente com a Associação Comercial e Industrial do Uberaba e Região (ACIUR) e outros parceiros.

“A inclusão digital é fundamental para resolver a questão da inclusão social”, disse Rocha Loures. “O que estamos estimulando é a necessidade de proporcionar um acesso especialmente pelos jovens e estimular o desenvolvimento econômico da região. Podemos unir forças, mobilizar os empresários, e construir um plano para transformar Curitiba em uma cidade digital em um ano. Temos o desafio que é o de proporcionar uma plataforma aos estudantes e aos pequenos empresários”, destacou ele.

O Uberaba é o primeiro bairro de Curitiba a se enquadrar no conceito das chamadas Cidades Digitais e será lançado oficialmente para a comunidade nesta quarta-feira (18), durante a Conferência Internacional de Cidades Inovadoras – a CICI 2011. Os moradores que desejarem ter o sinal gratuito de internet em suas casas terão que efetuar um cadastro no site www.bairrodigitaluberaba.com.br. O sinal, via wi-fi, a princípio irá beneficiar os moradores nas proximidades da Faculdade Spei – Unidade Torres -, onde foi instalada uma antena de 22 metros de altura.

“Sem dúvida nenhuma essas iniciativas de inclusão digital são sempre bem vindas. A Copel em particular já lançou o programa estadual de banda larga. Foi o primeiro estado a lançar por ter uma rede de alta tecnologia e de enorme capilaridade em todo Paraná. A empresa estará por determinação do governador Beto Richa criando pontos de presença nos 399 municípios do Estado com fibra ótica até o final de 2012. Então será um estado totalmente digital e o fato de termos os pontos de presença em fibra em todos os municípios possibilitará com que projetos dessa natureza sejam expandidos para outros municípios”, disse o superintendente de Telecomunicações da Copel, Marcos Pessoa.

O deputado Fernando Francischini (PSDB), que é morador do Uberaba, reforçou que a ideia é estudar a inclusão de emendas, que beneficie a proposta em Curitiba e Região Metropolitana, no Orçamento Geral da União do ano que vem. Segundo ele, é dever do poder público promover a inclusão digital. “Hoje é muito caro a internet para as famílias de baixa renda. E hoje internet não é só acesso à rede social, mas também educação, acesso a livros, a conhecimento, tantas formas de desenvolvimento educacional”, afirmou Francischini.

Na opinião da Administradora da regional do Cajuru, Maria Izabel de Paula, a inclusão digital pode auxiliar, inclusive, outros projetos já existentes na região. “A região do Uberaba tem um número elevado de famílias menos abastadas e iniciativas como essa estão além da possibilidade de ação isolada do poder público, mas através de parcerias isso se torna possível”, disse ela.

10 mil pessoas – José Juvanci, que é profissional da área de tecnologia e estrutura de redes digitais e integrante do Núcleo de Articulação da Rede, explica que o sinal banda larga poderá atingir um raio de até 5 km de distância da antena e beneficiar cerca de 10 mil pessoas. Segundo ele, para atender toda a população do Uberaba, hoje com 78 mil habitantes, são necessárias outras cinco torres. “Toda invenção tem inicio, meio e fim. Já a Internet ninguém sabe onde vai terminar. Daí o compromisso maior de incluir todos, mesmo que sejam incapazes economicamente”, explicou Juvanci.

O coordenador da Rede de Participação Política, José Marinho, destaca que a ideia pode servir de exemplo e estímulo aos demais bairros de Curitiba para articularem seus próprios projetos digitais por meio de parcerias. “O sinal gratuito de internet pode impulsionar melhorias na gestão pública, fomentar o empreendedorismo e o desenvolvimento econômico e, principalmente, na área de Educação, pois as escolas atualmente demandam muito investimento para ter o acesso à web”, destaca Marinho.

O investimento inicial do projeto piloto, custeado pela Dipelnet – com instalação da antena e disponibilização do sinal -, foi de R$ 15 mil. A manutenção da rede digital mensal vai girar em torno de R$ 2.500. A expectativa é que o valor seja mantido pelos comerciantes da região do Uberaba através de anúncios publicitários no site do Uberaba Digital. “É gratificante estar participando desse grupo, com pessoas tão interessadas aqui na nossa sociedade de Curitiba”, comenta Valdir Ales, comerciante e voluntário do Núcleo de Articulação da Rede de Participação Política, que está na expectativa de levar a proposta para o bairro São Braz onde mora.

Projeto faz parte do Movimento Cidades Digitais

O Uberaba Digital faz parte das iniciativas encampadas pela Rede neste ano dentro do Movimento Cidades Digitais, proposta que será apresentada na tarde do dia 18 na CICI2011 no painel “Experiência de Sucesso de Cidades Digitais no Paraná: A Inclusão Digital na Prática”. Participam do quadro Cristovon Ripol (prefeito de Pitangueiras), Alisson Ramos da Luz (secretário de Administração de Cascavel) e José Juvanci (integrante do Núcleo de Articulação de Curitiba, da Rede de Participação Política) e José Marinho, coordenador da RPP.

Em janeiro deste ano, a RPP iniciou a produção da série de reportagens Cidade Digital, com o objetivo de mostrar e valorizar as iniciativas de municípios paranaenses que estão investindo para levar à população o acesso gratuito à internet. A intenção é disseminar os exemplos para que sirvam de inspiração e estimulem outras localidades a buscarem seu próprio modelo para levar o sinal da rede mundial de computadores ao maior número de pessoas.  As reportagens sobre as cidades digitais do Paraná estão disponíveis no site www.participacaopolitica.org.br

About Author