Boas práticas da Educação Profissional brasileira são levadas a países emergentes

Sistema Fiep, em parceria com a agência LuxDev, compartilha referências de educação, indústrias e tecnologia com nações em desenvolvimento

Na última semana, representantes do Sistema Fiep realizaram em Dakar, no Senegal, uma formação sobre boas práticas de gestão de Unidades de Educação Profissional e sobre a importância da indústria para o desenvolvimento em países emergentes. O encontro, que envolveu líderes locais e diretores de escolas, teve o objetivo de fomentar o desenvolvimento de novos modelos de gestão e organização, baseado na experiência do Sistema Fiep e da indústria brasileira.

A ação foi realizada por meio de uma parceria com a Agência de Desenvolvimento e Cooperação de Luxemburgo (LuxDev) para fomentar a disseminação da cultura de educação voltada para as necessidades da indústria, em países emergentes, com base em práticas e sistemas que são referência. Um dos representantes do Sistema Fiep, que esteve em Dakar, é o gerente de Inovação, Talentos e Gestão do Sistema Fiep, Filipe Cassapo. De acordo com ele, o sistema indústria brasileiro é reconhecido globalmente e, consequentemente, se torna referência para outros países. “Os nossos modelos de gestão, e a qualidade das nossas práticas transformam, fortalecem a indústria para melhorar a vida das pessoas, e geram, portanto, interesse por parte de diversos países. Queremos dessa forma colocar a indústria no centro do desenvolvimento”, explica.

Cassapo ainda reforça que, além da qualidade de gestão, o objetivo é incentivar uma liderança transformadora, inspirar pessoas e valorizar a segurança e respeito à vida. “Além de apresentar e debater questões econômicas e de infraestrutura, também levantamos questões de desenvolvimento social, ressaltando a importância da qualidade de vida e bem-estar do trabalhador”.

Futuro e resultados

Em 2018 será elaborado em parceria com a Agência LuxDev um novo plano de trabalho, incluindo um estudo que será referência para nortear a continuação do projeto. Toda a pesquisa e execução envolve a articulação do Sistema Fiep, Confederação Nacional das Indústrias (CNI), e a LuxDev. Em relação aos resultados já obtidos, Filipe Cassapo explica que foram percebidos resultados imediatos, porém a expectativa é a de que ao longo dos próximos cinco anos, possam ser desenvolvidas novas atividades, e gerados resultados ainda mais transformadores.