Industrial permanece otimista em janeiro, revela pesquisa da Fiep

O Índice de Confiança da Indústria de Transformação do Paraná (ICIT-PR) subiu 1,6% neste mês de janeiro, permanecendo por oito meses consecutivos na área do otimismo, situando-se em 62 pontos. O dado é da pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). O índice varia de 0 a 100. Quando abaixo de 50 mostra pessimismo e acima, otimismo. Em comparação com janeiro do ano passado, o nível de otimismo cresceu 11,5% e está 14,6% superior à média histórica.

“O aumento verificado em janeiro é atípico, pois tradicionalmente, o primeiro mês do ano apresenta queda”, observa Roberto Zurcher, economista da Fiep. Ele lembra que apenas nos dois últimos janeiros houve aumento. A elevação foi decorrente do acréscimo de 2,5% pontos no Índice de Expectativas, que atingiu a 64,6 pontos.

O Índice de Condições caiu 0,3% pontos, chegando a 56,8 pontos, permanecendo na área de otimismo por cinco meses consecutivos. Estes dois índices, o de Condições e o de Expectativas, compõem o ICIT-PR que atingiu a 62 pontos.

Instabilidade – Nos últimos três meses, o índice de Condições apresentou oscilações, evidenciando que os sinais de melhoras na situação econômica e na situação das empresas, embora com sinais positivos, ainda apresentam instabilidade.

O índice de Expectativas (64,6) é composto pelo índice de Expectativas da Economia (59,8) e pelo índice de Expectativas da Empresa (66,9); o primeiro apresentou aumento de 1,0 ponto e o segundo de 2,6 pontos em relação a dezembro. Quando comparados com janeiro de 2017, verifica-se aumento de 11,2 e de 10,6 pontos, respectivamente, evidenciando melhora nas expectativas da empresa.

Nos últimos três meses, o Índice de Expectativas se manteve acima dos 50 pontos e aumentando, ou seja, com sinais de expectativas favoráveis mais consistentes.

Construção – O Índice de Confiança da Indústria de Construção do Paraná (ICIC-PR) caiu 6,5 pontos neste mês de janeiro. Este índice está na área de otimismo desde junho de 2017, desta vez situou-se em 58,7 pontos. O ICIC-PR neste janeiro está 9,2 pontos acima de janeiro de 2017 e 1,7 pontos acima do ICIC-PR histórico.

“A redução verificada neste janeiro é normal, já que tradicionalmente este mês apresenta redução em relação a dezembro”, afirma Zurcher. A queda verificada no ICIC-PR foi decorrente principalmente da redução de 5,5 pontos no Índice de Condições, que atingiu a 56,1 pontos neste janeiro. O Índice de Expectativas caiu 3,4 pontos, chegando a 63,7 pontos.

Estes dois índices, o de Condições e o de Expectativas, compõem o ICIC-PR que atingiu a 58,7 pontos. O Índice de Confiança da Indústria da Construção – Paraná é composto pelo índice de Condições (peso 1), que atingiu 56,1 pontos em janeiro (61,6 em dezembro), e pelo Índice de Expectativas (peso 2), que atingiu 63,7 pontos em janeiro (67,1 em dezembro).

 

About Author