Histórias de empreendedorismo destacadas na Semana da Indústria são contraponto à crise do país, diz Campagnolo

Nesta quarta-feira (9), programação promovida pelo Sistema Fiep chegou à região Sudoeste, com uma solenidade em Francisco Beltrão

Acompanhado pela esposa Doris, Antonio Froza recebe do presidente do Sistema Fiep a medalha do Mérito Industrial (Fotos: Gelson Bampi)

As histórias de empreendedorismo reconhecidas pelo Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) durante a Semana da Indústria servem de contraponto às dificuldades enfrentadas pelo setor produtivo no período de crise, além de estímulo para os empresários do Estado. A afirmação foi feita pelo presidente da entidade, Edson Campagnolo, durante a solenidade realizada na noite desta quarta-feira (9), em Francisco Beltrão, reunindo lideranças da região Sudoeste. Na ocasião, o industrial Antonio Froza, fundador da MTA Alumínios, recebeu a medalha do Mérito Industrial, enquanto Ernesto Luiz Gagliotto, falecido em 2016, teve sua trajetória empresarial reconhecida com o título de Benemérito da Indústria.

Confira mais fotos da solenidade

“As homenagens são para dar um estímulo aos novos empreendedores, um contraponto para mostrar, em um tempo de crise que a gente continua vivendo, que essas pessoas são responsáveis pelo crescimento e desenvolvimento de suas cidades, da região, do Paraná e do Brasil”, afirmou Campagnolo. “Em um país em que ligamos a televisão todos os dias esperando uma nova operação da Lava Jato, que infelizmente atinge alguns empresários mal-intencionados, belos exemplos de empreendedorismo como os que destacamos são um verdadeiro alento”, completou.

O presidente do Sistema Fiep destacou, ainda, o fato de as novas gerações das famílias dos homenageados já estarem participando dos negócios. “Cerca de 98% das empresas brasileiras são familiares, então o aprendizado do berço, daqueles valores e princípios que se aprendem em casa, talvez seja uma das questões mais fortes, um legado que fica de geração para geração”, declarou. Campagnolo ressaltou, ainda, a persistência que todo empreendedor precisa ter para que sua empresa alcance sucesso no Brasil. “Com certeza, esses empreendedores, para chegar onde chegaram, tiveram que ter persistência e venceram muitos momentos de crise”, completou.

Homenageados
Na região Sudoeste, a medalha do Mérito Industrial foi entregue a Antonio Froza, fundador da MTA Alumínios, com sede no município de Marmeleiro. Com 25 anos de atuação no mercado, a empresa é referência na fabricação de panelas e utensílios de alta qualidade, presentes hoje no cotidiano de cozinhas de diversos países. A MTA Alumínios investe em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias e práticas inovadoras, desenvolvendo produtos inéditos no mercado mundial. Com atuação importante no mercado de utilidades domésticas, as linhas de produtos MTA atendem às mais diversas normas e padrões da qualidade. A empresa se destaca também por sua atuação social.

Ao receber a homenagem, Froza afirmou que o reconhecimento é resultado da atuação de muitas pessoas que contribuíram e contribuem para o sucesso da MTA. “Temos muitas pessoas que acreditam no nosso sonho e essa homenagem é resultado de muito trabalho e dedicação”, disse. “Já sabíamos que estávamos no caminho certo pelo reconhecimento de nossa clientela, mas essa homenagem, em um estado como o Paraná, que é rico em talentos, é muito importante”, acrescentou.

Familiares de Ernesto Gagliotto descerram a placa com o título de Benemérito da Indústria

Na solenidade, o Sistema Fiep entregou à família de Ernesto Luiz Gagliotto o título de Benemérito da Indústria. Ainda muito jovem, nos anos 1940, Gagliotto se mudou de sua cidade natal, Getúlio Vargas (RS), para Porto Alegre para estudar mecânica. Trabalhava durante o dia numa montadora de caminhões e estudava à noite. Em 1952, veio ao Paraná e se instalou em Francisco Beltrão. Trabalhou como empregado numa oficina mecânica até que a empresa saiu da cidade, em 1954.

Foi então que Ernesto e um colega de trabalho decidiram se unir e iniciaram um negócio próprio. Nascia então a Motomecânica Ltda. Cerca de oito anos mais tarde, o sócio de Ernesto decidiu voltar para o Rio Grande do Sul, mas ele manteve a empresa e originou a Ernesto Luiz Gagliotto e Companhia Ltda. Contando sempre com a parceira da esposa, Elena, a empresa cresceu como oficina mecânica e, mais tarde, diversificou-se com uma loja de autopeças, que se mantém até hoje, sob administração da família. Ernesto Luiz Gagliotto faleceu em 16 de maio de 2016, aos 93 anos.

Sandra Elena Gagliotto, filha de Ernesto que discursou em nome da família, disse que a homenagem é motivo de muito orgulho e satisfação. “Meu pai foi um homem simples, mas enérgico, que sempre mostrou o caminho a ser trilhado. A conquista dessa honraria não é apenas fruto dos esforços do meu pai, mas dos esforços de todos aqueles que contribuíram para a empresa”, afirmou.

Programação
As atividades da Semana da Indústria 2018 foram abertas com uma solenidade em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, na segunda-feira (7). Na região Sudoeste, além da festividade desta quarta, acontece ainda, na quinta (10), a entrega da nova unidade do Sistema Fiep no município de Ampére. Em seguida, a programação passa ainda por Marechal Cândido Rondon, no Oeste, também na quinta; Umuarama, no Noroeste, na sexta (11); e Londrina, no Norte, dia 18. As festividades serão encerradas no dia 21, em Curitiba.

About Author