Sistema Fiep inaugura nova unidade em Ampére, no Sudoeste

Foram investidos R$ 4 milhões para atendimento em educação, saúde e segurança

 O Sistema Fiep inaugurou nesta quinta-feira (10/5) uma nova unidade em Ampére, no Sudoeste do Paraná. São mais de 1.300 metros quadrados para o atendimento em educação, segurança e saúde. No total, foram investidos R$ 4 milhões.

A estrutura vai ofertar cursos técnicos nas áreas de eletroeletrônica, metalmecânica, vestuário e moveleiro e de gestão e treinamentos em segurança do trabalho. O espaço também comporta o Colégio Sesi. Além disso, as indústrias da região contarão com todos os serviços na área de saúde ocupacional.

O presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, destacou que Ampére é uma referência na área industrial, com polos de vários setores. “Esse ambiente atende não só a cidade, mas outros cinco municípios vizinhos, e é fruto de uma sinergia entre poder público e iniciativa privada. Aqui temos vários laboratórios para dar conta da demanda da região. E o Colégio Sesi, com ensino médio associado ao ensino técnico, permite que esses jovens tenham mercado de trabalho assegurado. É uma oportunidade que o Sistema Fiep está trazendo para o interior do Estado”, disse.

O Presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, e José Antonio Fares, superintendente do Sesi e IEL no Paraná e diretor regional do Senai

A nova unidade vai atender Ampére, Pinhal de São Bento, Santo Antonio do Sudoeste, Pranchita, Realeza e Santa Izabel do Oeste. “Cerca de 100 indústrias da região serão beneficiadas com a nova estrutura”, conta Marta Tesser, gerente do Sistema Fiep na cidade. Segundo ela, a grande maioria são indústrias de micro e pequeno porte. Ampére já contava uma sede do Sistema Fiep, mas o investimento serviu para melhorar a estrutura que ficou mais ampla e bem equipada.  Cerca de 60 alunos estudam no Colégio Sesi da cidade. Agora, a capacidade será para receber 200 alunos por turno: manhã, tarde e noite.

Na solenidade de inauguração, o Sistema Fiep homenageou dois ex-prefeitos de Ampére, Flávio José Penso e Hélio Manoel Alves pelo incentivo que deram para a estruturação do Sistema Fiep no município e pelo apoio à comunidade industrial. Esse dia ficará marcado na história de Ampére. Podemos ver o grande compromisso que o Sistema Fiep tem com a nossa cidade porque somos reconhecidos pela potencialidade industrial que temos. Com certeza aqui surgirá, por meio dos nossos alunos, muitos empresários e gestores que contribuirão. O conhecimento ninguém tira de nós. Teremos com certeza grandes iniciativas a partir dessa obra”, afirmou o prefeito da cidade, Disnei Luquini.

A cerimônia teve a benção do pastor Hudson de Souza, da Igreja do Evangelho Quadrangular

A solenidade de inauguração também contou com as presenças de prefeitos e lideranças empresariais da região. Para Vianir Angonese, industrial do setor moveleiro, as empresas se preocupam muito com a tecnologia, mas o principal é o conhecimento humano. “Precisamos de pessoas bem preparadas, atualizadas para fazer tudo funcionar e trazer os resultados que a sociedade espera e acredita. Temos hoje um local para que os jovens possam se qualificar e profissionalizar. São eles que serão empresários e gestores ajudando a desenvolver o município”, resumiu.

Rede de Incubadoras

O presidente Edson Campagnolo anunciou também a Rede de Incubadoras do Sistema Fiep. Segundo ele, cada unidade do Sistema em todo o Paraná vai funcionar como uma incubadora para estimular os empreendimentos inovadores. “Começamos em Curitiba, dentro do Campus da Indústria, com 15 empresas incubadas. São pequenas fábricas, startups, produzindo. Depois da fase inicial, elas precisam ser aceleradas e ter acesso a investimentos. O que estamos lançando na Semana da Industria é que onde houver uma unidade do Sistema Fiep haverá uma incubadora. E as maiores funcionarão como aceleradoras”, informou.

Jovens que tiverem boas ideias e quiserem transformá-las em negócio poderão contar com o apoio da equipe do Sistema Fiep para ter acesso a editais de inovação e contar com consultoria técnica e a estrutura do Sistema. “ E, numa segunda fase, quando o projeto já estiver estruturado, irá para uma unidade maior onde buscaremos investidores para transformar a ideia num grande negócio”, concluiu.

About Author