Em Londrina, Sistema Fiep homenageia empresários e anuncia criação de HUB de Inteligência Artificial

Parte da programação da Semana da Indústria 2018, solenidade na noite desta sexta (18) reuniu lideranças da região Norte; cidade vai receber investimento de mais de R$ 10 milhões

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, destacou a força empreendedora do Paraná (Foto: Gelson Bampi)

Com homenagens a empresários da região Norte que contribuem para o desenvolvimento industrial do Estado, Londrina recebeu, na noite desta sexta-feira (18), a programação da Semana da Indústria 2018. Na solenidade, o Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) anunciaram, ainda, investimentos de mais de R$ 10 milhões na cidade para a instalação do HUB de Inteligência Artificial, que vai promover a adoção de tecnologias nessa área pelas empresas brasileiras.

“Encerrando o ciclo de percorrer todas as regiões do interior do Estado na sétima Semana da Indústria, temos um balanço altamente positivo”, disse o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo. “Percebemos que os empresários, apesar de um ano muito complexo e difícil, estão animados”, completou.

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, que participou da solenidade, destacou a relevância do Paraná para a indústria nacional. “O Sul do país tem uma capacidade empreendedora muito grande”, declarou. “Também aqui no Paraná há uma cultura de empreendedorismo, de desenvolvimento industrial, de organização e de cooperação, e isso faz com que o Paraná se desponte como um dos maiores estados com capacidade de industrialização do Brasil”, acrescentou.

Homenageados
Para Andrade, a força empreendedora do Paraná se reflete justamente no perfil dos industriais que foram homenageados pelo Sistema Fiep em Londrina. Na ocasião, Jayme Leonel, da Itália Milano Confecções, de Apucarana, e Nelson Poliseli, da Poquema Indústria e Comércio de Móveis Ltda., de Arapongas, receberam a medalha do Mérito Industrial. Já João Keller, da Sandoz do Brasil, de Cambé, teve sua trajetória reconhecida com a Láurea de Honra ao Mérito.

Jayme Leonel construiu sua carreira no setor bancário. Em 1993, aposentou-se e, três meses depois, iniciou suas atividades no ramo de bonés, fundando a Itália Milano. Dedicou-se ao fortalecimento industrial atuando como presidente do Sindicato da Indústria do Vestuário e foi um dos responsáveis pela criação do Arranjo Produtivo Local (APL) de Bonés de Apucarana. Além de agradecer o apoio da família, Leonel destacou sua atuação no associativismo como um dos motivos que o levaram a receber a medalha. “O envolvimento em associações, sindicatos e APLs é uma forma de participar de ações e decisões que nos ajudam a caminhar por essas incertezas que diariamente influenciam em nossas empresas”, disse.

Natural de Cafelândia, interior de São Paulo, Nelson Poliseli mudou-se, ainda criança para Arapongas. Trabalhou com o pai na lavoura, dedicando-se ao cultivo de café. Depois de trabalhar no setor bancário e em revenda de tratores, fundou a Poquema, em 1986. A empresa se consolidou e, hoje, é reconhecida no mercado moveleiro. A dedicação ao setor levou Poliseli a assumir a presidência do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima), por dois mandatos. “Quando assumi o Sima, tinha dois objetivos, que era divulgar o polo moveleiro de Arapongas e unir o setor, e consegui cumpri-los”, disse, ao receber a medalha, atribuindo a homenagem principalmente a sua atuação no sindicato.

Já a Láurea de Honra ao Mérito foi entregue a João Keller, profissional da área farmacêutica com mais de 30 anos de experiência. Assumiu a diretoria de Operações Técnicas da fábrica da Sandoz em Cambé, empresa do Grupo Novartis, em abril de 2015. Liderou o processo de transformação da empresa, com significativos resultados em investimentos, aumento de volume, melhoria em serviço, referência em qualidade e segurança e, principalmente, desenvolvimento de pessoas. “É um momento especial para mim e muito marcante para a empresa, que está aqui em Cambé desde 2004, com uma fábrica que é muito importante para o grupo. Agradeço minha família e à equipe da fábrica. Sem essa equipe que trabalha no dia a dia dentro dos nossos valores, essa homenagem não seria possível”, afirmou.

Inteligência artificial
Durante a solenidade da Semana da Indústria em Londrina, o Sistema Fiep e a CNI anunciaram também a criação do HUB de Inteligência Artificial, que funcionará na cidade, junto com a estrutura do Instituto Senai de Tecnologia da Informação e Comunicação. Mais de R$ 10 milhões serão investidos na estrutura para a aquisição de novos equipamentos e ferramentas, além da implantação de laboratórios, com o objetivo incentivar a adoção das tecnologias de inteligência artificial pelo setor industrial paranaense e brasileiro.

A intenção é que o HUB seja um ente que prospecta, aglutina, distribui e gerencia, em uma rede de parceiros nacionais e internacionais, as demandas de inteligência artificial da indústria. O HUB oferecerá soluções para as empresas nessa área e também terá uma aceleradora para o desenvolvimento de novos empreendimentos relacionados às tecnologias de inteligência artificial.

“Londrina é uma cidade muito importante, tem uma formação de inteligência, de pessoas que estão voltadas para o trabalho, para o crescimento, para a indústria brasileira”, disse o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade. “A Fiep escolheu Londrina como um de seus polos de investimento, e por isso estou aqui, para confirmar um investimento importante que tem sido feito em tecnologia da informação e comunicação e também agora em inteligência artificial”, completou.

About Author