Edição Especial do Programa Brasil Mais Produtivo é lançada no Campus da Indústria

Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, promoveu nesta terça (5), Workshop de lançamento da nova chamada do Programa Brasil Mais Produtivo (B+P)

Em um workshop direcionado a empresários, o Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, lançou nesta terça (5), a Edição Especial do Programa Brasil Mais Produtivo (B+P). O evento de lançamento para a nova chamada aconteceu no Campus da Indústria, em Curitiba, e trouxe resultados da primeira fase, cases de sucesso, apresentação da segunda etapa e atendimento ao público. As inscrições estão abertas até 17 de junho de 2018 no site brasilmaisprodutivo.gov.br

O B+P incentiva indústrias a aperfeiçoar processos produtivos, com melhorias rápidas, de baixo custo e alto impacto, por meio do lean manufacturing. Para o Gerente de Tecnologia e Inovação do Sistema Fiep, Felipe Couto, o programa é uma experiência bem-sucedida do Senai, em parceria com outras instituições, como Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), Apex Brasil, Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e, agora, para a segunda fase, com o IPEA. “Só na primeira edição, atendemos 200 indústrias. Os empresários perceberam no bolso o retorno dessa consultoria e viram o aumento real da produtividade. O papel do Senai é indicar as melhores ferramentas, entregando uma metodologia objetiva, resultando em uma melhoria de pelo menos 20% na produtividade”, explica.

Entre os presentes estavam Lucas Ferreira Mation, chefe da Assessoria Técnica do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA); e Gustavo Araruna Campos, representando o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Para Gustavo Araruna, o papel do Senai foi fundamental no desenvolvimento do projeto. “Como resultado do bom treinamento e capacitação dos consultores realizado pelo Senai, conseguimos superar a meta, que era de aumentar a porcentagem de produtividade nas empresas”, comenta o representante do MDIC.

Perspectivas

Com inscrições abertas até o dia 17 de junho, o Paraná apresenta uma boa adesão e desempenho para essa segunda fase. “Esperamos manter o nível nos atendimentos e consultorias, levando o serviço para um grupo maior de empresas, incluindo o setor de vestuário e calçados, que não conseguimos contemplar na primeira fase. Essa é uma das grandes novidades da segunda edição”, finaliza o Gerente de Tecnologia e Inovação do Sistema Fiep, Felipe Couto.

Indústrias dos setores de Alimentos e Bebidas, Metalmecânica, Moveleiro, Vestuário e Calçados de todo o estado, que tenham entre 11 e 200 colaboradores, podem se inscrever gratuitamente. Cento e cinquenta empresas serão selecionadas e passarão pela consultoria do Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, durante três meses, totalizando 120 horas.