Indústria de transformação gera mais de 18 mil postos de trabalho em Cascavel

Os principais setores industriais na cidade são: metalmecânico, têxtil, confecções e couro, madeira e móveis e alimentos e bebidas

Indústrias de Cascavel abriram mais de 18 mil postos de trabalho na região. Foto: Gelson Bampi

A indústria da transformação é a terceira responsável por geração de empregos na cidade. Ela gera 18.180 postos de trabalho. O setor de serviços ocupa a primeira posição em vagas de trabalho, com 35.890 postos e o Comércio emprega 27.711 trabalhadores.

Em relação às expectativas de novas vagas para aquecer a economia local, falando especificamente da indústria, em junho, a diferença entre o número de admitidos e desligados foi negativa. Ou seja, foram 139 vagas a menos em relação ao mês de maio. “O mercado de trabalho em nível nacional foi negativo. Ao longo do ano, esperava-se que houvesse uma recuperação lenta e gradual. Mas com a revisão do crescimento da economia para baixo, o mercado vai se ajustar a essa tendência. O que foi projetado pode não ser verificado. Além disso, o que tem dificultado a retomada é a greve dos caminhoneiros que afetou, principalmente, o setor de alimentos”, contextualiza Evânio Felippe, economista da Federação das Indústrias do Paraná.

O industrial ainda está buscando ajustes em sua linha de produção para saber se irá ou não contratar. A greve dos caminhoneiros em maio continua impactando na produção industrial. Dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostram que o faturamento do setor caiu 16,7%. Além disso, no Paraná, o aumento médio de 17% na conta de energia elétrica impactou ainda mais as empresas do Estado. “O momento é de avaliar o cenário. O industrial está ajustando os novos custos em sua produção para fazer ou não novos investimentos”, sinaliza Felippe.

 A indústria em Cascavel

O principal município do Oeste em geração de PIB é Cascavel, que acumulou em 2015 10,1 bilhões de reais, enquanto a região teve um PIB de 15,6 bilhões. “Isso mostra uma concentração da atividade produtiva em Cascavel, ou seja, 64% do PIB da região é gerado  no município”, explica Evânio.

Cascavel exportou no primeiro semestre 156,2 milhões de dólares. Os principais produtos são carnes (67,5%), adubos (8,5%), materiais para veículos de transporte (5,4%) e soja (4,9%). “É uma característica da cidade exportar produtos ligados à produção agrícola, já que a região é uma das maiores exportadoras de produtos do agronegócio. É uma pauta  que mostra o potencial da região. Os principais destinos dos produtos são China, Arábia Saudita, Paraguai e Uruguai”, complementa o economista.

Boa parte das indústrias na região de Cascavel são estabelecimentos de Transformação (1.155), a Construção Civil representa 876 empresas e a agropecuária 565. Os principais setores industriais são metalmecânico, com 250 indústrias; têxtil, confecções e couro representam 141 estabelecimentos; madeira e móveis 138; e alimentos e bebidas 126.   A maior parte (88%) é classificada como microempresas.

About Author