Educador José Pacheco reforça necessidade de repensar modelo educacional

O fundador da Escola da Ponte, em Portugal, reforçou a necessidade de repensar o modelo educacional vigente na palestra promovida pelo Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial – CPCE, conselho de responsabilidade Social do Sistema Fiep, ”Educando na Sustentabilidade”. Para o educador, “ensinar é impossível; aprender é inevitável”

Cento e quarenta educadores participaram do bate-papo com o professor português e fundador da Escola da Ponte, José Pacheco, durante o evento ‘Educando na Sustentabilidade’, realizado nesta quinta (16) no Campus da Indústria, em Curitiba. Promovido pelo Sistema Fiep, por meio do Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial (CPCE), o evento promoveu um debate sobre os atuais papéis da escola e do educador e a necessidade de repensar o modelo escolar.

José Pacheco trouxe questionamentos provocativos e enfatizou que o aprendizado está muito além do ambiente escolar. “A escola não é o prédio. A escola são as pessoas. É preciso investir não só no que o estudante quer aprender, mas no que ele usará ao longo da sua vida”, afirmou em sua palestra. Segundo o educador, o estudante precisa realmente entender o conteúdo e não somente decorar informações para uma prova. “Nossas escolas reproduzem um modelo do século 19. É preciso que o ensino oferecido aos alunos seja 365 dias por ano e não apenas nos 200 dias de ano letivo”, comenta.

A abertura do evento foi realizada pelo Diretor Geral do CPCE, Rui Brandt, presidente da Sinpacel . De acordo com ele, a educação sempre significa transformação. “O debate sobre a educação deve estar em todos os lugares, pois é dessa forma que vamos melhorar. No Sistema Fiep, acreditamos na preparação de pessoas com competências e valores capazes de responder às necessidades da indústria e aos desafios do desenvolvimento sustentável, por meio da formação de capital humano para a retomada do crescimento e a preparação de uma nova geração de indústria”, afirma.

Segundo a conselheira  Fernanda Salles do Socorro aos Necessitados, a inovação e a sustentabilidade permeiam todas as ações do CPCE. “Foi uma honra e um privilégio ter a oportunidade de ouvir, dialogar e aprender com o brilhante e genial Professor José Pacheco sobre sustentabilidade e comunidade de aprendizagem”, diz. “Ecossistema de inovação é, na prática, proporcionar espaços como esse, de troca, de compartilhamento, para tratar de educação, com uma visão de ‘coerência e amor’. Momentos como esse servem para fortalecer nossa rede e servem de inspiração para o nosso trabalho, a nossa missão.”

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.