Sistema Fiep, por meio do Senai no Paraná, oferece aprendizagem no formato a distância

Nesse modelo, é estabelecido um calendário em que os aprendizes se dedicam dois dias à fase escolar e três dias à fase prática

Com mais de 9 mil aprendizes matriculados no Paraná, o Sistema Fiep quer aumentar cada vez mais a inserção dos jovens aprendizes no mercado de trabalho. Com o intuito de ampliar os serviços, passa a ofertar, por meio do Senai no Paraná, cursos de aprendizagem na modalidade a distância. Nesse formato, o aprendiz realiza a fase teórica na mesma indústria onde terá acesso à prática, com apoio de um orientador, não precisando assim se deslocar a dois locais distintos para a realização do curso.

A aprendizagem a distância é uma forma de atender à comunidade industrial nas regiões onde o Senai não possui unidades físicas. O trabalho é feito com duas plataformas digitais, uma na modalidade offline, na qual o aluno realiza os estudos, e uma plataforma online, pela qual enviam as tarefas avaliativas para correção. Nesse modelo, são realizados cinco momentos presenciais, com o objetivo de assegurar o cumprimento das diretrizes e orientações relativas ao curso e executar as situações de aprendizagem.

O curso tem duração aproximada de 15 meses e pode ser feito por jovens entre 14 e 24 anos, até a data de término do curso. Esse limite de idade não se aplica para pessoas com deficiência, conforme art. 428, § 5º, da CLT.

Lei de Aprendizagem

Por meio dos cursos de aprendizagem, empresas contratam jovens, por tempo determinado (até dois anos), atendendo à cota de aprendiz e investindo na formação de novos profissionais. Estabelecida desde 2005, a Lei da Aprendizagem determina que as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a 5% e 15% do seu quadro de funcionários, respectivamente.

Vanessa Sorda Frason, gerente de educação profissional do Sistema Fiep, ressalta a importância da Lei de Aprendizagem. “O jovem ganha formação técnica, aprende na prática, troca experiências dentro da indústria e ganha mais qualificação”, aponta. “Para as indústrias, a vantagem é formar seus próprios funcionários, de acordo com a cultura da empresa, o que aumenta a produtividade e a padronização de atividades internas. A aprendizagem industrial é um instrumento importante para qualificação de jovens, contribuindo para viabilizar a entrada destes no mercado de trabalho, o que certamente contribui para o desenvolvimento industrial do país”, completa.

Como funciona

As empresas têm a possibilidade de contratar os alunos dos cursos de Aprendizagem Industrial do Senai no Paraná ou indicar candidatos para participar do processo seletivo. Os cursos são nas mais diversas áreas industriais. O Senai no Paraná oferta, ainda, turmas exclusivas para as indústrias que precisem contratar 20 ou mais aprendizes. Interessados podem entrar em contato com a unidade mais próxima ou pelo site www.senaipr.org.br/aprendizagem.

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis e oferecem serviços voltados à segurança e à saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e ao aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

 

About Author