Com representantes da ENRICH e Instituto Fraunhofer, Bootcamp é realizado no Campus da Indústria

Evento realizado pelo Sistema Fiep proporcionou troca de experiências entre empresários, empreendedores de startups e instituições de fomento da União Europeia

Muitas empresas almejam oportunidades no Vale do Silício e esquecem que a Europa apresenta opções até melhores de investimento. Nos dias 20 e 21 de setembro, o Sistema Fiep,realizou o Bootcamp Innovation Brazil (Encontro de Inovação) com objetivo de aproximar e mostrar as boas práticas para desenvolvimento de negócios, parcerias e acesso ao capital na União Europeia. O evento trouxe representantes da iniciativa European Network of Research and Innovation Centres and Hubs (ENRICH) e Instituto Fraunhofer, que contribuíram com conhecimento e experiência para startups, pesquisadores e empresas presentes.

O organizador e um dos palestrantes do evento, Filipe Cassapo, gerente de Gestão, Inovação e Talentos do Sistema Fiep, explica que o evento trouxe novas ferramentas e processos para facilitar a conexão de ciência, tecnologia e inovação entre Brasil e União Europeia, “É um momento oportuno para colher informações e sugestões para acelerar e fortalecer o ecossistema de inovação do país”, explica. “Precisamos estar atentos a esses polos emergentes, principalmente no leste da Europa, onde temos muito o que desenvolver, trazendo e levando nosso conhecimento, resultando em negócios produtivos para os dois lados”, explica Cassapo.

Entre as instituições de fomento presentes estava a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec). “Queremos que mais startups participem do StartOut, que proporciona internacionalização de startups brasileiras por meio de mentorias, identificação de parceiros e concorrentes, pitch trainings e suporte qualificado. É importante estarmos aqui para expandir o programa e disseminar cada vez mais essa oportunidade”, afirmou a responsável pela internacionalização de empresas na Anprotec, Simone Torrescana.

Cases

Um dos cases apresentados foi o da startup Rocket Chat, uma plataforma open source (software de código aberto) para soluções de comunicação instantânea, que alcançou o mercado global e continua em expansão impressionando investidores nacionais e internacionais. “Desde o início, oferecemos uma versão gratuita para ganhar escalabilidade mundial e com esse modelo conquistamos investidores internacionais. As startups que estão surgindo precisam entender que com a escalabilidade você fica mais conhecido e pode se tornar uma referência mundial. Se o seu produto tem qualidade, empodera o cliente e apresenta uma visão bem estruturada, ele possui grandes chances de dar certo”, explicou o fundador e CEO da Rocket Chat, Gabriel Engel.

Com as perspectivas de uma empresa consolidada e reconhecida mundialmente, Rodrigo Carlana, coordenador de empreendedorismo tecnológico da Embraer, trouxe um pouco da história do conglomerado transnacional brasileiro nesse processo de internacionalização e as influências dessa trajetória. “Hoje somos conhecidos como um player mundial e considerados a terceira maior empresa do mundo em aviação executiva. Essa avaliação é resultado de pesquisas de base no mundo inteiro e projetos colaborativos globais.”

O evento realizado no Campus da Indústria e organizado pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) faz parte de uma série de ações em parceria com a iniciativa ENRICH. A próxima ação será um webinar gratuito, no dia 11 de outubro, sobre o panorama e a cultura da inovação no Brasil.

SOBRE O SISTEMA FIEP

 O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.