Coluna > Coluna semanal

Crédito: combustível para a indústria

Núcleo de Acesso ao Crédito do Sistema Fiep oferece apoio a indústrias que precisam encontrar os melhores caminhos para obtenção de crédito

O acesso ao crédito por quem quer empreender é um dos principais caminhos para a geração de empregos, renda e desenvolvimento. Por isso, o financiamento produtivo é apontado como um dos 12 fatores-chave para o crescimento do setor industrial, de acordo com o Master Plan de Competitividade para a Indústria Paranaense 2031. Elaborado pelo Sistema Fiep, o documento aponta os desafios que precisam ser vencidos para que a indústria não apenas supere a crise dos últimos anos, mas principalmente alavanque seu desempenho no futuro.

As ações propostas pelo Master Plan nesse quesito vão desde o fortalecimento de instrumentos de financiamento nas áreas de energia, infraestrutura e inovação, até a ampliação de linhas de crédito de capital de giro de médio e longo prazos. O documento pede também um acesso mais facilitado ao crédito para micro, pequenas e médias indústrias, geralmente as que sentem maiores dificuldades.

Apoio às empresas
Além de defender a adoção dessas e de outras medidas pelo poder público – o Master Plan foi entregue aos candidatos ao governo que concorreram nas eleições deste ano –, o Sistema Fiep também oferece apoio a indústrias que precisam encontrar os melhores caminhos para obtenção de crédito. Esse trabalho é feito pelo Núcleo de Acesso ao Crédito, que em 2018 já contabiliza mais de 100 atendimentos.

O que chama a atenção é que cerca de 40% deles tiveram como principal objetivo o uso para capital de giro. Um claro sinal de que as indústrias ainda buscam fôlego para se recuperar da crise. Ao mesmo tempo, os atendimentos para o crédito com vistas à aquisição de máquinas e equipamentos somaram 16%, e obras e reformas, 14%. E apenas 7% tinham como objetivo o investimento em inovação.

Passo a passo para o crédito
Como importante instrumento para a manutenção e crescimento de uma indústria, que envolve riscos e custos, é fundamental que o crédito seja utilizado de forma planejada e consciente. Para isso, o Núcleo de Acesso ao Crédito do Sistema Fiep aponta cinco passos que devem ser considerados antes da obtenção de financiamento. Confira:

  1. Organizar as finanças: controlar o fluxo de caixa, avaliar o resultado anual e mensal, calcular o endividamento e utilizar ferramentas de análise e controle financeiro. Uma boa gestão evita que a empresa se endivide desnecessariamente e pague custos maiores do que os necessários.
  2. Autofinanciamento: antes de tomar empréstimos, buscar recursos dentro da própria empresa, otimizando custos operacionais, com redução de desperdícios, melhor gestão de estoques, venda de ativos ociosos, negociando preços e prazos de pagamento com fornecedores e reinvestindo o lucro da empresa.
  3. Plano de financiamento: após organizar as finanças e buscar recursos internamente, é preciso planejar. Esse plano deve conter o valor total do financiamento e seu detalhamento por itens financiados e a que se destinam os recursos – para obras, aquisição de máquinas, inovação ou outras finalidades.
  4. Pesquisa de mercado: buscar instituições financeiras e bancos que ofereçam as melhores condições para sua necessidade de crédito. É importante buscar as condições também de bancos de desenvolvimento, agências de fomento, fintechs e cooperativas de crédito.
  5. Prazos e documentos necessários: é preciso estar com todas as certidões exigidas em dia e com a documentação contábil atualizada para agilizar o processo de financiamento. O atraso no envio dessas informações pode comprometer o repasse de recursos.

Para mais informações, acesse fiepr.org.br/para-empresas/credito/

About Author