Alunos do Senai desenvolvem projetos para resolver problemas enfrentados pela indústria

Com matrículas abertas, Senai está com mais de 5 mil vagas para 33 cursos, em 38 unidades espalhadas pelo Paraná

O Brasil é o país que mais desmatou nos últimos 34 anos, de acordo com o estudo feito pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. Em contrapartida, a área coberta por árvores aumentou em 7,1%. Pensando em como melhorar este cenário, os alunos do Senai Londrina desenvolveram um difusor biodegradável, feito a partir de fibras naturais, como o bagaço da cana-de-açúcar. A ideia é substituir a madeira e o plástico, materiais que atualmente são usados para fazer um difusor.  O projeto, chamado FiberScent, foi um dos selecionados para a etapa nacional do Desafio Senai de Projetos Integradores 2018.

O Desafio Senai tem como objetivo incentivar os estudantes a apresentar projetos que resolvam problemas reais enfrentados pelas indústrias, por meio da integração entre diferentes cursos. A equipe FiberScent é composta por três alunos de Biotecnologia e um estudante de Administração, que tem o papel organizar as contas e planejar a venda dos produtos. “A integração dos alunos permite que eles compartilhem ideias, se desenvolvam e, também, tenham interesse pela pesquisa, inovação e empreendedorismo”, comenta Ana Elisa Stefani Vercelheze, professora responsável pelo projeto.

Dividido nas categorias Curso Técnico e Aprendizagem, o resultado da etapa nacional do Desafio sai no dia 7 de fevereiro. No Paraná, 110 equipes se inscreveram e seis foram selecionadas para a etapa nacional. “Um dos objetivos da competição é fazer com que os jovens percebam que desenvolver a capacidade de trabalhar em conjunto, propor soluções diferenciadas e agir ao responder demandas da indústria local ou nacional, fará dele um profissional de destaque no mercado de trabalho”, afirma Elaine Cristina de Andrade, especialista em Inovação na Educação no Sistema Fiep.

Outros dois projetos foram selecionados na categoria Curso Técnico. A equipe Stock Help, também do Senai Londrina, criou um software de organização e controle de estoque. Os alunos são dos cursos técnico em administração e técnico em informática TI. “Estou surpreso com o resultado, pois muitos projetos foram inscritos e todos eram excelentes. Estamos felizes, empolgados e ansiosos pelo resultado da etapa nacional”, comenta o estudante Samuel Souza Martins Francisco.

Para Raquel Fernandes, ter sido selecionada é uma forma de reconhecimento. Ela e o Fernando Malavazzi, alunos do Senai em Curitiba, criaram o Moda Inclusiva, em que o objetivo é produzir roupas bonitas e com preço acessível para pessoas com deficiência física. “No Paraná, não existe ninguém que produza roupas pensando nessas pessoas, sabemos que com o nosso projeto, além de oferecer qualidade de vida, também vamos melhorar a autoestima dessas pessoas”, afirma Raquel.

Na categoria Aprendizagem, foram selecionados o projeto Sistema de Frenagem de Motor Trifásico à disco, de Campo Largo; Vertical Garden e Medidor Digital de Gás de Cozinha, de Maringá.

Matrículas Abertas

O Senai no Paraná está com matrículas abertas para cursos técnicos em todo o Paraná. São mais de 5 mil vagas abertas para 33 cursos, em 38 unidades espalhadas pelo estado. As opções com maior oferta são os cursos Técnico em Eletromecânica, Eletrotécnica, Mecânica, Automação Industrial, Manutenção Automotiva, Administração e Segurança do Trabalho. A duração varia entre 18 e 24 meses e as mensalidades ficam entre R$ 137 e R$ 548, dependendo do curso de interesse.

As aulas começam no dia 4 de fevereiro e as matrículas podem ser efetuadas até esta data. Mas fique atento: as vagas são limitadas. Confira todas as informações no site cursocertosenai.com.br 

Selecionados para a etapa nacional do Desafio Senai de Projetos Integradores 2018

Categoria Curso Técnico

1.º lugar: Stock Help – Londrina

2.º lugar: Moda Inclusiva – Campus da Indústria/Curitiba

3.º lugar: FiberScent – Londrina

Categoria Aprendizagem

1.º lugar: Sistema de Frenagem de Motor Trifásico à disco – Campo Largo

2.º lugar: Vertical Garden – Maringá

3.º lugar: Medidor digital de gás de cozinha – Maringá

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

About Author