Sistema Fiep recebe evento para promover internacionalização na União Europeia

Além da apresentação de casos de sucesso, participantes do 2º Bootcamp Innovation Brazil receberam dicas e feedbacks de representantes da UE

Promover e facilitar a internacionalização de startups e empresas brasileiras na União Europeia: este foi o principal objetivo da segunda edição do Bootcamp Innovation Brazil. Realizado pelo Sistema Fiep, o evento trouxe representantes da iniciativa European Network of Research and Innovation Centres and Hubs (ENRICH), além de profissionais e especialistas para mostrar cases e boas práticas para o desenvolvimento de negócios, parcerias e acesso ao capital na UE.

“Entre os países que mais investiram em inovação no último ano, os três primeiros fazem parte da União Europeia. Há um grande número de investidores e as startups são muito desenvolvidas na Europa. Por isso, procuramos desenvolver políticas de ganho mútuo, apoiando brasileiros na entrada no mercado estrangeiro e apresentando o Brasil como um bom investimento para os europeus”, explicou Johanna Haunschild, pesquisadora da ENRICH, na abertura do evento.

Cases

Um dos destaques da programação foi o case da Mercado Bitcoin, uma fintech brasileira que realiza serviços de câmbio de criptomoedas. Lucas Pinsdorf, Business Development da empresa, explicou como esta Fintech, que já nasceu internacionalizada por lidar com uma moeda mundial, expandiu seu mercado para a União Europeia. “Para nós, além de ser um público novo, foi um ótimo mercado para dar entrada, pois nossos clientes podem diversificar suas moedas”, conta. Para ele, “estar em um evento que promove a internacionalização de startups, mostrando caminhos e dando dicas de como o fazer, é ótimo para todos”.

Sérgio Lobato, CEO e founder da Inside TV, startup incubada no Sistema Fiep, é um dos interessados em ampliar sua atuação em novos países. “Pretendemos nos internacionalizar por acreditar que, atualmente, quem não pensar em um mercado global vai ficar estagnado. Aqui, tivemos a oportunidade de conhecer cases e pessoas, conhecer mecanismos e dicas de quem já passou pela experiência e pode indicar qual o melhor caminho”, observa.

Os participantes também puderam participar de uma sessão prática, na qual os interessados apresentaram seus planos de internacionalização e receberam feedback de representantes da UE.

About Author