Estudantes paranaenses apresentam produtos na Feira Miniempresas

Exposição aconteceu no dia 29 de junho, no shopping Jockey Plaza, em Curitiba

Imagem: Galtieri Oliveira

Carteiras e canudos sustentáveis, bebedouros para cachorros e gatos, perucas para instituições pediátricas, e pulseirinhas para caridade. Estes foram alguns dos produtos vendidos por jovens entre 15 e 17 anos participantes do Programa Miniempresas, criado pela Junior Achievement. O evento, que aconteceu no sábado, 29 de junho, no shopping Jockey Plaza, reuniu empreendimentos criados por estudantes de 14 equipes, de escolas públicas e particulares de Curitiba, que expuseram e venderam seus produtos para o público. O prefeito Rafael Greca esteve presente no evento e elogiou as iniciativas inovadoras dos estudantes da capital. “Elegi a inovação como estratégia de futuro para Curitiba. Vi aqui produtos sustentáveis, como canudos que dispensam o plástico, perucas de fio que alegram pacientes com câncer. Todas criações dos piás e meninas curitibanas”, disse o prefeito.

“A Feira Miniempresas é um momento muito importante para o projeto, pois os alunos conseguem visualizar parte do resultado de seus trabalhos”, explica Juliana Sebastiany, diretora executiva da Junior Achievement Paraná. O Programa Miniempresas procura estimular o empreendedorismo no Ensino Médio e os estudantes recebem treinamento, mentoria e trabalham para que suas ideias saiam do papel. “Aqui, os estudantes têm uma formação que envolve comportamento, ética, desenvoltura, desenvolvimento pessoal, além de competências em marketing, produção, financeiro e recursos humanos”, aponta Juliana.

Lucca Stahlke, estudante do Colégio Sesi Internacional e Diretor de Marketing da Helpiá já percebe o impacto da Miniempresas. “A participação está sendo muito legal. O projeto toma bastante tempo, mas vale muito a pena e com certeza vai refletir na minha formação profissional”, conta. O produto de sua empresa são pulseiras para comercialização cujo fundo irá para confecção de penais para crianças que vivem em lares de adoção em Curitiba.

André Henning foi aluno participante do programa Miniempresas e hoje, tem seu próprio escritório de arquitetura e sua franquia de cafeterias, a Go Coffee. “Quando eu era adolescente, não tinha uma visão empresarial formada e participei como uma atividade extracurricular. Me apaixonei pelo projeto e tenho certeza que a minha experiência de 10 anos atrás me apoia na minha vivência atual”, comenta. Hoje, André é voluntário como mentor dos novos alunos. “Penso em todas as coisas boas que o programa me trouxe e quero retribuir, por isso presto a mentoria”, conclui.

 

Imagem: Galtieri Oliveira

Portal no Espaço ODS – De Jovem pra Jovem

No evento, também aconteceram rodas de conversa para informar os miniempresários sobre a Agenda 2030, elaborada pela ONU. O objetivo foi estimulá-los a atuar, pensar e empreender considerando os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Jovens Voluntários das ONGs Youth Action Hub, Youngers e alunos do Colégio Sesi Internacional se revezaram na condução dos bate-papos que explicaram mais sobre a Agenda 2030, sobre a história e propósito dos ODS e feedbacks com os participantes.

Ao final, os participantes das Miniempresas foram convidados a escrever em um papel suas ações em prol dos ODS na sociedade. As 123 ideias foram colocadas em uma urna, que será aberta e divulgada no encerramento do programa, em setembro.

CLIQUE AQUI e confira todas as fotos do evento.

Sobre o programa miniempresa – Junior Achievement Paraná

Entusiasmar jovens para conhecer o mercado de trabalho é um dos caminhos para descobrir novas lideranças e estimular a criação de novos produtos e serviços. A instituição, sem fins lucrativos, tem o objetivo de incentivar o espírito empreendedor ainda na escola, ampliando o desenvolvimento pessoal e proporcionando uma visão clara do mundo dos negócios.

 

SOBRE O SISTEMA FIEP

O Sistema Fiep é composto pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). As instituições trabalham integradas em prol do desenvolvimento industrial. Com linhas de atuação complementares, realizam a interlocução com instâncias do poder público, estimulam o fomento de negócios nacionais e internacionais, a competitividade, a inovação, a tecnologia e a adoção de práticas sustentáveis, e oferecem serviços voltados à segurança e saúde dos trabalhadores, à educação básica de crianças, jovens e adultos, à formação e aperfeiçoamento profissional, à formação de nível superior, além de capacitação executiva. Por meio do Sesi e do Senai, é parceiro da Junior Achievement no Paraná na formação de jovens empreendedores conscientes de seu papel na sociedade. Sistema Fiep: nosso i é de indústria.

 

About Author