Tecnologia BIM traz avanços para construção civil nos setores público e privado

Sistema Fiep e Sinduscon promoveram evento com cases de sucesso apresentados por empresas do setor

Estiveram presentes representantes da Força Aérea Brasileira, da Rac Engenharia, da Construtora e Incorporadora Laguna e da Cron Engenharia, além do Instituto Senai de Tecnologia em Construção Civil. Para Carlos German, Diretor da Rac Engenharia, a inovação é inevitável para garantir competitividade. “A construção civil é muito rígida e não aceita bem inovação. Mas, caso não comece a aderir a novas tecnologias, a indústria não vai evoluir”, analisa. Carlos contou um pouco da experiência da empresa como companhia privada e apresentou projetos da construtora com uso da tecnologia BIM, como a obra no hospital oncopediátrico Erastinho, do Hospital Erasto Gaertner.

Já Rogério Erotilde José de Abreu, 1º Tenente do QOENG e Engenheiro Mecânico da CISCEA, falou sobre a experiência que a Força Aérea Brasileira vem tendo com a metodologia e o papel do Senai na sua implementação. “A parceria com o Senai nos ajudou a obter o grau de maturidade necessário para poder começar a usar a tecnologia BIM. Agora, o Senai segue nos orientando e apresentando o caminho ideal para os próximos passos de validação”, explica.

Letícia da Costa Gonçalves, coordenadora do Instituto Senai de Tecnologia em Construção Civil, localizado em Ponta Grossa, fez o encerramento do evento explicando como o Senai pode apoiar as indústrias. “O IST em Construção Civil oferece uma série de consultorias específicas relacionadas à tecnologia BIM. Desta forma, podemos auxiliar as empresas em todos os momentos da jornada com a metodologia – desde workshops para conhecer mais sobre BIM até planejamento e acompanhamento da implantação da tecnologia na indústria”, conta.

Camilla Ribeiro de Oliveira é sócia e engenheira na Integra, empresa de arquitetura, interiores e engenharia. A engenheira decidiu participar do evento pois, desde 2015, sua companhia atua com projetos BIM. “A tecnologia BIM não é mais o futuro, já é o presente da indústria. Por isso, eventos como esse nos permitem conhecer cases, informações e nos manter atualizados”, aponta.

About Author