Conhecer o público-alvo e encantar o consumidor são condições para rentabilidade

Entender com profundidade o público alvo consumidor, quais suas características e desejos e por onde ele interage com as informações é a essência para as marcas alcançarem visibilidade e engajamento no mundo atual e em transformação. Kika Fazollo e Carlos Bessa, respectivamente gestora de marketing e superintendente da Revista Móbile, chamaram a atenção dos participantes do 10º Congresso Nacional Moveleiro nesta manhã de quarta-feira (04), durante a realização do Painel Mobile, no Expoara – Centro de Eventos, em Arapongas/PR. O Congresso, realizado pela Fiep – Federação das Indústrias do Estado do Paraná, começou nesta terça-feira (3) e será encerrado amanhã (5).

“O primeiro passo é conhecer o que chamamos de persona, ou seja, a identificação das características e desejos do potencial consumidor para que se possa identificar as mídias de relacionamento. É preciso pensar no que o consumidor quer comprar e onde as personas estão, para que as campanhas sejam direcionadas no local certo. Além disso, é essencial criar autoridade, disponibilizar conteúdo relacionado à essência da marca e dos produtos e se posicionar de forma personalizada e relevante”, destacou Kika Fazollo.

A venda pelo sistema de E-commerce também merece atenção especial para que as marcas consigam desenvolver relacionamento com os clientes. “Quando o produto chega, é importante que traga junto informações sobre a marca, dicas de uso e atendimento das necessidades que surgirem. Criar algo personalizado permite estabelecer laços com o consumidor e encantá-lo”, afirma Kika.

O desafio do marketing digital, segundo ela, é estar preparado para atender a um público crescente e que conhece cada vez mais sobre o mercado e sobre os produtos. “Em muitas situações, o consumidor chega na loja física sabendo mais do que os vendedores porque ele pesquisa antes de se decidir pela compra”, alertou.

Planejar e implantar

O setor moveleiro continua passivo frente às transformações de como as pessoas compram seus produtos e do que elas precisam encontrar para atender as novas realidades e comportamentos de vida. A opinião, de Carlos Bessa, reflete a necessária mudança da visão da indústria em entender novos conceitos como a multifuncionalidade – um móvel sendo adaptado para diferentes usos, a experiência com a sensação de prazer e felicidade despertada pelo uso do mobiliário e o design baseado nos novos formatos de moradia e espaços ocupados por uma nova geração.

Segundo ele, o processo de engajamento das empresas moveleiras no ambiente de e-commerce também está lento. “É preciso resolver problemas de logística e apostar em operações relevantes como franchising que é uma oportunidade de expansão. Se olharmos as tendências vamos observar que o caminho é entregar mais do que o cliente espera, criar estratégias para momentos de relacionamento relevantes com o consumidor, inovar antecipando as expectativas do cliente com produtos que tenham tamanho apropriado, praticidade, multifuncionalidade, beleza e comodidade. Se preparar para o futuro é ter planejamento, mas antes de tudo implementar as ideias. Todos os segmentos econômicos estão em transformação. E o moveleiro também”, concluiu.

Ideias para inovar

O publicitário Rony Delgado também participou das palestras do Congresso Moveleiro na manhã desta quarta-feira (04) para abordar temática envolvendo estratégicas comerciais para o varejo moveleiro no ambiente digital. Para ele, o primeiro passo é pesquisar os concorrentes e depois fazer o mesmo olhando para dentro da empresa. “Só assim desenvolve-se o espírito crítico para entender as exigências da transformação atual. É necessário ter ideias para inovar. Na minha visão, comunicação sem ideias criativas é o mesmo que preparar bolo sem fermento”, brincou. Para Delgado, o caminho é desenvolver bons conteúdos, ter autenticidade, entender as mídias onde o consumidor está e utilizar linguagens que se conectem com os sentidos de ver, ouvir e sentir.

As inscrições para o Congresso Nacional Moveleiro são gratuitas e ainda podem ser feitas pelo aplicativo digital (Congresso Moveleiro em Android e IOS) ou pelo site www.congressomoveleiro.org.br. Amanhã, quinta-feira (05), às 9 horas, o tema será ‘A inteligência industrial e a digitalização no mercado moveleiro’, com o consultor Murilo de Oliveira. Às 10h15 inicia o Momento Sebrae com a designer Adriana Kalinoski abordando ‘Transformação digital nas pequenas indústrias como um novo contexto de mercado’, e com o especialista em gestão de marketing e empreendedorismo, Jorge Biff Netto, falando sobre ‘Como a transformação digital pode influenciar a criação de uma marca’.

Às 16h30, encerrando a 10ª edição do Congresso Nacional Moveleiro, o jornalista, especializado em Ciências Políticas, Willian Waack, abordará ‘A competitividade pela inovação dos significados: nossos desafios para os próximos 20 anos’, com o apoio do Ciclo de Palestras.

 

About Author