Instituto Senai de Inovação em Engenharia de Estruturas é inaugurado em Maringá

Novo espaço desenvolverá projetos de pesquisa aplicada em parceria com indústrias de diversos setores e de todo o país

Solenidade contou com a presença de empresários e lideranças da região (Fotos: Gelson Bampi)

Foi inaugurado nesta quinta-feira (12), em Maringá, o Instituto Senai de Inovação (ISI) em Engenharia de Estruturas. No novo espaço, que desenvolverá projetos de pesquisa aplicada em parceria com indústrias de diversos setores, foram investidos mais de R$ 50 milhões, sendo R$ 27,5 milhões para a aquisição de equipamentos de última geração. Na mesma ocasião, o Sistema Fiep também inaugurou as instalações do Instituto Senai de Tecnologia (IST) em Metalmecânica e da Aceleradora de Maringá.

Confira mais fotos da inauguração

Os institutos fazem parte de um processo iniciado em 2012 pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo Departamento Nacional do Senai, em parceria com as Federações de Indústrias estaduais, quando criaram o Programa Senai de Apoio à Competitividade. O projeto conta apoio do BNDES e recursos do próprio Senai. Pelo programa já foram investidos no país mais de R$ 1,9 bilhão, destinados à implantação de 26 ISIs e 58 ISTs em todo os estados, que atuam em rede atendendo empresas de todo o país. Desse total, o Paraná recebeu R$ 152,6 milhões do BNDES, aos quais se somaram mais R$ 64,5 milhões como contrapartida do Sistema Fiep.

Além de oito ISTs, o Paraná conta agora com dois ISIs. O primeiro, voltado para pesquisa na área de Eletroquímica, funciona em Curitiba desde 2013 e terá suas novas instalações inauguradas no próximo dia 30 de setembro. Já o segundo é o de Engenharia de Estruturas, inaugurado nesta quinta em Maringá. “Este é um investimento que vai entrar para a história do país. Este instituto é único e vai fazer a diferença para esta cidade e para a indústria de todo o Brasil”, afirmou o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo. “Esse instituto terá uma conexão muito forte com academia, que terá um papel estratégico para a pesquisa aplicada que será realizada aqui em parceria com as indústrias”, completou. Campagnolo disse, ainda, que a entrega de um investimento como esse é um retorno a todos os industriais que contribuem para a manutenção do Sistema Indústria.

Carlos Walter: suporte tecnológico para o desenvolvimento da indústria

O presidente eleito do Sistema Fiep, Carlos Walter Martins Pedro, que preside também o Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico de Maringá (Sindimetal), relembrou todo o processo de evolução do espaço onde foi construído o ISI, que começou com a instalação de um centro de formação profissional do Senai. Ele agradeceu o empenho e a união de lideranças públicas e privadas do município que ajudaram a viabilizar o novo empreendimento, e afirmou que o ISI, somado ao IST em Metalmecânica, será uma importante estrutura de apoio ao desenvolvimento industrial. “A evolução de um produto tem que ser dinâmica e você precisa de investimentos constantes no desenvolvimento tecnológico. Os institutos vêm dar um suporte tecnológico e isso faz o desenvolvimento da indústria como um todo”, declarou.

Quem também participou da solenidade de inauguração foi o vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora. Ele comemorou o fato de a cidade ter recebido o investimento e ressaltou a parceria que o Sistema Fiep sempre teve para o desenvolvimento do município. “Maringá tem tudo a ver com a inovação e, com certeza, o Sistema Fiep teve um papel muito importante para a construção desta cidade”, afirmou.

Nova sede dos institutos em Maringá

Sobre os institutos
O ISI em Engenharia de Estruturas de Maringá tem 3.800 metros quadrados de área construída e faz parte do Centro Tecnológico de Maringá, de 44 mil metros quadrados. O instituto oferece soluções transversais que podem ser aplicadas nas áreas de edificações, infraestrutura, máquinas e equipamentos, automóveis, aviões, navios, plataformas de petróleo, torres de transmissão e muito mais. Além de serviços de simulação computacional de estruturas, tem três projetos de inovação em andamento nas áreas de manufatura aditiva na construção civil, vibração e visão computacional, e placas de concreto pré-moldado. A partir de agora vai ofertar soluções em diferentes áreas, como: simulação computacional; materiais estruturais; desempenho mecânico; e estruturas inteligentes.

O instituto foi instalado em Maringá devido ao grande potencial mercadológico regional, pelo fato do Sistema Fiep já possuir um Instituto de Tecnologia em Metalmecânica e um Laboratório de Construção Civil na cidade e, também, para otimizar os recursos, concentrando os dois institutos no mesmo local.

Já o IST em Metalmecânica tem como principal negócio o desenvolvimento de equipamentos, contemplando design, engenharia de produto e prototipagem. Oferece também consultorias tecnológicas em processos produtivos e automação, serviços laboratoriais com ensaios dimensionais e metalográficos, e certificação de produtos. Em 2018, foram 148 empresas atendidas pelo instituto, mas a previsão é dobrar os atendimentos e quadruplicar a área de serviços.

Entre os diferenciais do novo prédio que abriga os dois institutos está a certificação LEED Platinum, concedida às edificações sustentáveis de excelência. A infraestrutura conta com sistema fotovoltaico, com painéis por toda a cobertura, sistemas sustentáveis de climatização e reuso de água, que atendem às normas de sustentabilidade e alta eficiência energética.

Aceleradora de startups
O Sistema Fiep aproveitou a inauguração para entregar, também mais uma unidade de sua Rede de Aceleradoras. A rede se conecta com os parceiros locais de inovação e desenvolvimento, buscando contribuir para o fortalecimento do ecossistema de inovação do Paraná. Além disso, a Aceleradora Sistema Fiep potencializa a conexão entre a pesquisa aplicada, startups e indústrias, por meio dos Institutos Senai de Tecnologia e Inovação do Paraná, conectando demandas reais das indústrias com as tecnologias mais inovadoras do mercado.

No total, serão 9 aceleradoras, beneficiando diversas regiões, levando soluções para indústrias de diversos segmentos e portes e transformando ideias em verdadeiros cases de sucesso. As próximas a serem inauguradas serão a de Toledo e a de Ponta Grossa. As outras estão instaladas nas cidades de Pato Branco, Francisco Beltrão, Londrina e Cascavel, além de duas unidades em Curitiba.

About Author