Startup com micro hidrelétricas vence Desafio Agritech

Metha Soluções concorreu com outras cinco startups e foi escolhida como empresa mais competitiva em um ambiente de agronegócios globalizado

Uma micro central hidrelétrica que pode ser instalada em pequenas áreas e fontes de água, gerando energia sustentável e aproveitando o potencial hídrico brasileiro. Este é o produto da Metha Soluções, startup acelerada pelo Sistema Fiep e vencedora do Desafio Agritech Startups 2019, que teve como objetivo fomentar a conexão das startups com as demandas do setor, proporcionando a geração de negócios e o aumento da competitividade e produtividade no agronegócio. O Desafio, promovido pelo Sistema Fiep, aconteceu durante o 7º Fórum de Agricultura da América do Sul, evento realizado nos dias 5 e 6 de setembro, no Museu Oscar Niemeyer, pela Gazeta do Povo, Sistema Fiep, Universidade Positivo e a SPRO Group.

O Desafio foi direcionado a startups que desejavam apresentar suas soluções a representantes de todos os setores do agronegócio que estiveram presentes no Fórum. Seis empresas foram selecionadas para participar de batalhas de pitch (discurso de venda). Quem ajudou a selecionar as classificadas e, depois, a startup vencedora, foi o público do evento. Na final, a Aceleradora Sistema Fiep foi representada por duas startups, a Bley Energias e a Metha Soluções.

A Metha obteve mais de 90% dos votos do público na fase final da competição. “O foco do nosso trabalho é o agronegócio, uma vez que o nosso equipamento pode ser aplicado com mais facilidade e trazer várias vantagens para o cliente”, explica Felipe Wotecoski, CEO da empresa. “Ficamos muito contentes com a possibilidade de apresentar nosso produto para uma plateia tão qualificada e com o reconhecimento que recebemos ”, comemora.

Filipe Cassapo, gerente de Inovação do Sistema Fiep, afirma que o evento foi uma oportunidade de criar negócios e trocar conhecimento e informação entre as startups e as indústrias do setor. “Para melhorar a produtividade e a competitividade do agronegócio, tecnologias inovadoras disruptivas são necessárias. Este cenário propicia o surgimento de empreendedores e possibilita startups revelarem seu talento”, afirma.

Aceleradora Sistema Fiep

A Aceleradora Sistema Fiep, localizada no Campus da Indústria, em Curitiba, existe há oito anos. Nesse período, foram graduadas 15 startups e, atualmente, 20 estão em aceleração. Outras três startups participam do programa na Aceleradora Sistema Fiep em Pato Branco. Recentemente foi inaugurada unidades da em Francisco Beltrão e no bairro CIC, em Curitiba. Até o final deste ano, serão mais 7 aceleradoras no estado.

Para participar do programa de aceleração, as empresas precisam ter um Mínimo Produto Viável (MVP), ou seja, um produto que tenha sua funcionalidade mínima implementada. Também é necessário ter as documentações completas e atualizadas. As startups podem ficar incubadas por até dois anos. Durante esse período, o Sistema Fiep ajuda a estruturar planos de ação e de negócios, desenvolvimento de portfólio de produtos e serviços, além de levantar potenciais investidores e clientes. Mais informações estão disponíveis no endereço www.sistemafiep.com.br/aceleradora

About Author