Institucional > FIEP

Estilismo

Últimos dias de matrículas para o curso de pós-graduação em Moda e Gestão

Curso do Sistema Fiep forma profissionais da moda



Profissionais de moda que desejam se qualificar em gestão e gerenciamento de negócio têm até o dia 09 de fevereiro para garantir uma vaga na primeira turma de pós-graduação em moda do Paraná. O curso “Moda e Gestão” começa no dia 17 de março e tem duração de um ano. O conteúdo vem com a chancela do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), por meio do Senai Paraná e em parceria com o Senai Santa Catarina. As aulas serão realizadas no Centro de Eventos do Sistema Fiep – Cietep, no bairro Jardim Botânico, em Curitiba. 

Podem se inscrever profissionais graduados em design de produto, design de moda, design gráfico, estilismo, engenharia da produção, profissionais de marketing, administração, comércio exterior, publicidade, entre outros. O curso é voltado também a empresários e trabalhadores da indústria de confecção. Aqueles que não apresentarem conhecimento prévio do ramo passarão por um curso gratuito de nivelamento. As matrículas podem ser feitas diretamente no Cietep (Av. Comendador Franco, 1341, em Curitiba), com a entrega do currículo, ou pelo e-mail rafaela.mazepa@pr.senai.br.

O objetivo da pós-graduação é preparar profissionais para a gerência da moda. A coordenação é da área de Estilismo e Moda do Senai paranaense, que há sete anos mantém o curso técnico de estilismo em confecção industrial. O corpo docente é formado por especialistas, mestres e doutores. 

Serão ofertadas 35 vagas anuais. A primeira turma deve concluir o curso em março de 2007. As aulas acontecem às sextas-feiras, das 18 às 22h30, e aos sábados, das 8 às 13h30. A carga horária é de 408 horas mais 20 horas para o trabalho de conclusão. 

A coordenadora da área de Estilismo e Moda do Senai Paraná, Annelise Vaine, explica que a pós-graduação vai fortalecer o mercado. “O Estado é, hoje, o terceiro colocado no ranking nacional de produção de artigos têxteis e de confecção, empatado com Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Goiás”, informa.

O Paraná conta com quatro Arranjos Produtivos Locais (APLs) no segmento, nas cidades de Cianorte, Apucarana, Terra Roxa e Imbituva, além de outros em processo de formação. “São mais de quatro mil empresas, que geram aproximadamente 200 mil empregos diretos e indiretos”, acrescenta.

Além disso, a coordenadora lembra que o setor têxtil e de confecções tem sido responsável pela melhoria da imagem do produto nacional no mercado externo. O Brasil é o 7º maior parque têxtil mundial e conta com mais de 30 mil empresas formais. Juntas, elas faturam US$ 25 bilhões por ano, contribuindo com 4,4% do PIB nacional, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria Têxtil, que prevê para este ano um aumento de aproximadamente 2,5%. 

“Neste cenário, a indústria da moda tem demandado profissionais com competências abrangentes, com formação multi e interdisciplinar, e a proposta do curso de pós-graduação é contribuir com a formação de profissionais prontos para atender este mercado”, destaca Annelise.

Mais informações sobre o curso de pós-graduação podem ser obtidas pelo telefone: (41) 3218-7777.

About Author