Institucional > FIEP

Balança comercial

Exportação paranaense cai 22,17% em real no semestre

Exportação paranaense cai 22,17% em real no semestre


Dos vinte produtos de maior peso relativo nas exportações, doze apresentaram queda em real e em dólar


A receita proveniente das exportações paranaenses registrou queda de 22,17% em real e de 8,86% em dólar no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2005. Nos seis primeiros meses de 2006, o Paraná exportou US$ 4,29 bilhões enquanto em igual período do ano passado as exportações haviam totalizado US$ 4,71 bilhões. Os dados são da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio e foram analisados pelo Centro Internacional de Negócios (CIN) e Departamento Econômico da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep).     
   
 “O principal motivo da queda na receita das exportações deve-se ao fato de o Paraná ainda pautar suas exportações principalmente em produtos básicos, que apresentaram o pior desempenho no semestre”, avalia o presidente da Fiep, Rodrigo da Rocha Loures. “Se exportássemos só produtos industrializados a queda não seria tão drástica”, acredita o presidente da Fiep. Outro agravante, destaca, é que a defasagem cambial reduz a receita em real das exportações. 
 
De acordo com os economistas da Fiep, a análise da balança comercial paranaense nos últimos dois anos vem mostrando uma tendência de redução progressiva do valor exportado, tanto em dólares quanto em reais.


A receita em dólar das exportações de produtos básicos caiu 21,07% no primeiro semestre de 2006 em comparação com igual período de 2005. Em relação aos produtos semimanufaturados, a queda foi de 17,05% e de industrializados a redução foi de 0,55%. Considerando a receita em real, a exportação de produtos básicos no período ficou 32,67% menor; de semimanufaturados caiu 28,87% e de manufaturados foi 15,07% inferior.


Dos vinte produtos de maior peso relativo na economia do Paraná, que representam 60% das exportações do estado, 12 tiveram queda e apenas oito tiveram variação positiva. Os itens com variação negativa foram: automóveis C/Motor Explosão,1000

“É importante ressaltar que dentro da desacelaração das exportações parananeses, alguns produtos mostraram desempenho favorável, como é o caso dos automóveis para 10 passageiros ou mais, cuja exportação cresceu 130% no período; milho em grão com crescimento de 97%, madeiras coníferas, com aumento de 64%, e café solúvel com desempenho positivo de 5%”, destaca Santiago Gallo, coordenador de Assuntos Internacionais do Mercosul, do Governo do Paraná.


PARANÁ É O QUARTO NA BALANÇA COMERCIAL


Enquanto as exportações paranaenses de janeiro a junho de 2006 totalizaram US$ 4,29 bilhões, o Estado importou US$ 2,3 bilhões no mesmo período, gerando um saldo de US$ 1,99 bilhão. O resultado é 45,89% inferior em relação ao melhor desempenho alcançado em um primeiro semestre, registrado em 2004.


Com o resultado do primeiro semestre de 2006, o Paraná fica em quarto lugar na balança comercial brasileira. O primeiro colocado foi Minas Gerais, com US$ 4,88 bilhões.        

About Author