Institucional > FIEP

Investimento

Sistema Fiep entrega Centro de Vestuário e Moda de Londrina

Sistema Fiep entrega Centro de Vestuário e Moda de Londrina

Presidente do Sistema Fiep, Rodrigo da Rocha Loures, inaugura nesta sexta-feira (29), às 17h30, nova estrutura que atenderá 435 empresas do setor, responsáveis por 14 mil empregos diretos na região Norte


A comunidade industrial da região Norte do Paraná vai receber nesta sexta-feira (29), às 17h30, mais um investimento do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná: o Centro de Vestuário e Moda do Senai, em Londrina, que será entregue pelo presidente do Sistema Fiep, Rodrigo da Rocha Loures.
Iniciado em julho de 2006, o projeto possibilitará atender as 435 empresas do setor, responsáveis por 14 mil empregos diretos na região.
Com um investimento de R$ 3,5 milhões – R$ 2 milhões gastos na obra e R$ 1,5 milhão na compra de equipamentos (máquinas de costura e computadores) e estruturação das salas de aula (quadro branco, cadeiras, carteiras) – a unidade oferecerá aproximadamente mil vagas, além das 300 dos cursos de Aprendizagem e Qualificação Profissional já ofertadas hoje pelo Senai Londrina.

“O Centro já está atendendo a pleno vapor e as vagas dos cursos, que foram abertos recentemente, já foram preenchidas. Só por aí já dá pra avaliar a importância desse investimento”, afirma o empresário Marcos Tadeu Koslovski, presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário do Paraná (Sivepar). Segundo ele, o investimento do Sistema Fiep responde à demanda do setor. “Sempre acreditei nessa nova visão do Sistema Fiep, onde o sindicato faz as solicitações e recebe o apoio necessário. Vamos dar início a uma nova fase para o setor do vestuário em Londrina e região”, comenta Koslovski.

APL – Além da inauguração do Centro de Vestuário e Moda de Londrina, o empresariado também terá a oportunidade de conhecer o mais novo Arranjo Produtivo Local (APL) paranaense. Durante a solenidade, o presidente do Sistema Fiep lançará o APL de Confecções de Londrina, que será coordenado por Koslovski. “É claro que cada empresa tem que ter sua estratégia. Mas há ações coletivas que podem gerar bons resultados a todos. Se o empresário não entender que precisa agir de forma coletiva, seu próprio negócio pode perder em competitividade. Essa é a proposta do APL: acordar o empresariado para a coletividade”, explica o coordenador do APL de Confecções.

A empresária Angélika Favoreto, da AFK Confecções – uma pequena empresa de Londrina voltada para o público feminino entre 40 e 50 anos, confirma a necessidade e a importância do Centro de Vestuário e Moda do Senai para o setor. “No mercado da moda a velocidade das mudanças é muito rápida. Então, é preciso estar sempre se capacitando para prosperar”, diz a empresária, que está cursando pós-graduação em Gestão e Moda do Senai Londrina. “É a terceira pós que faço. E posso dizer que não tive uma pós com um nível tão alto e tão organizado como essa. Esse curso está me dando uma noção de gestão que eu não tinha”, conta Angélika.

De acordo com ela, o mercado de vestuário é grande, mas falta profissionalização. “Hoje, com a globalização, o empresário não pode ter uma visão pequena. É preciso estar se capacitando o tempo todo”, destaca a empresária, que é vice-coordenadora do APL. “Esperamos mudar o comportamento do empresariado local através do APL”, completa.

Outro empresário que destaca a importância do Centro é Paulo Roberto Zapparoli, da Íon Positivo – microempresa de Ibiporã, a 14 quilômetros de Londrina, que oferece uma linha fitness para o público feminino. “O Centro é excelente. Já estamos utilizando. Realizamos algumas reuniões de trabalho lá em um projeto em conjunto com o Senai. Estamos nos beneficiando antecipadamente”, revela Zapparoli. “A infra-estrutura é adequada, moderna e muito aconchegante. É um privilégio a gente ter em Londrina um Centro como esse”, completa.

Segundo ele, o Centro refletirá significativamente no setor. “Até porque existe uma demanda reprimida por mão-de-obra especializada e o Senai está visualizando isso por uma solicitação das empresas”, considera o empresário, que também participará do APL de Confecções. “Nesse primeiro momento, o objetivo maior é a integração das empresas. Hoje não existe união no segmento. A partir do momento que lançarmos o APL, vamos planejar uma ação de divulgação mostrando que a participação é positiva e saudável, independente da concorrência”, diz Zapparoli.

Laboratório de Alimentos – Além do Centro de Vestuário e Moda, a nova estrutura do Senai também comportará o Laboratório de Alimentos. “Atualmente há necessidade de formação técnica na área de controle da qualidade da produção de alimentos, que é bastante extensa. Uma formação específica nessa atividade é importante. O que tem hoje no mercado não é suficiente para atender a demanda”, observa Ariane Ferpeloni, analista de recursos humanos da Cooperativa Central Agroindustrial (Confepar), que reúne diversas cooperativas agropecuárias da região Norte do Paraná.

Para o setor de Alimentos, o Senai Londrina já desenvolve um projeto que prevê a implementação de um MBA à distância em Gestão de Segurança Alimentar. “Acho esse MBA muito interessante, porque a gente vive essa situação hoje com os clientes, que estão envolvidos na comercialização e na produção dos alimentos”, opina José Ângelo Marino, vice-presidente da Itamaraty Indústria e Comércio, empresa de massas, biscoitos e produtos panificados.

Cursos – A ampliação da unidade permitirá ao Senai ofertar à comunidade industrial de Londrina Cursos Técnicos em Instrumentação Industrial, Confecção Industrial e Gestão de Processos Industriais e Eletromecânica e Segurança no Trabalho. O novo Centro também acomodará as turmas de pós-graduação em Gestão e Moda, Automação Industrial e Segurança de Informação em Redes de Computadores.

Além disso, permitirá a oferta dos MBAs em Gestão Industrial com ênfase em Processos Industriais e Gestão de Projetos Industriais. Novos treinamentos na modalidade de Qualificação Profissional nas áreas de Gestão, Confecção e Saúde e Higiene no Trabalho também serão desenvolvidas nesta nova estrutura.

“Hoje podemos oferecer condições para que as indústrias sejam mais competitivas. O empresário e quem está entrando no mercado de trabalho tem que entender que o nosso segmento é de tecnologia. Por isso precisamos de bons profissionais para administrar e produzir um material de qualidade. Se não tiver pessoas altamente qualificadas, não tem como competir no mercado”, conclui o presidente do Sivepar, Marcos Tadeu Koslovski.


Serviço
Inauguração do Centro de Vestuário e Moda de Londrina
Data: Dia 19, sexta-feira
Horário: 17h30
Local: Senai Londrina
Endereço: Rua Belém, 844, Centro
Mais informações: (43) 3294-5100

About Author