Institucional > FIEP

Biotecnologia

Senai Paraná lança curso inédito durante Sinaferm 2007

Senai Paraná lança curso inédito durante Sinaferm 2007


O curso em Bioprocessos Industriais e Biotecnologia será lançado às 18h30 desta segunda-feira (30), no Cietep, durante o Simpósio Nacional de Bioprocessos, que reúne cerca de 700 especialistas do Brasil e do exterior


O Senai Paraná lança nesta segunda-feira (30), às 18h30, no Cietep, em Curitiba, o curso Técnico em Bioprocessos Industriais e Biotecnologia, que será desenvolvido na unidade CIC/Cetsam (Centro de Tecnologia em Saneamento e Meio Ambiente) a partir de 2008. O lançamento do curso, que é inédito no Brasil, acontece durante 16.º Simpósio Nacional de Bioprocessos (Sinaferm 2007), que reúne no Cietep cerca de 700 cientistas, professores, estudantes e profissionais que trabalham com processos biotecnológicos industriais de todo o Brasil e também do exterior.

O Sinaferm foi aberto domingo (29) e prossegue até quarta-feira (01). Promovido pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Química (ABEQ), o Sinaferm 2007 tem o apoio do Senai Paraná e da Sociedade Brasileira de Microbiologia. O objetivo é apresentar os últimos avanços das pesquisas realizadas nas universidades, institutos e empresas.

“Nestes três dias estão sendo apresentados 520 trabalhos na forma de pôsters; cinco mesas-redondas, com 18 palestras e debates; além de nove conferências plenárias e cinco mini-cursos de caráter científico e tecnológico”, disse o professor Carlos Ricardo Soccol, coordenador dos cursos de mestrado e doutorado em Engenharia de Bioprocessos da UFPR, na abertura do encontro. “Vamos buscar contribuir com a auto-suficiência da bioindústria nacional”, afirmou. Participaram da solenidade o vice-governador Orlando Pessuti, e do diretor de Operações do Senai Paraná, Luiz Henrique Bucco.

Até quarta-feira, das 8h30 às 21 horas, serão promovidas diversas palestras, mesas-redondas e cursos com pesquisadores e especialistas dos Estados Unidos, Alemanha, Índia, Canadá, França, México, Argentina e Brasil. O encerramento do evento está marcado para a quarta-feira, às 18 horas. “Trata-se de um simpósio extremamente técnico. A proposta maior é promover a integração entre esse público que trabalha com biotecnologia industrial e apresentar os últimos avanços das pesquisas realizadas nas universidades, institutos e empresas relacionadas com biotecnologia aplicada”, explicou o professor Carlos Ricardo Soccol.

Estão sendo apresentados trabalhos desenvolvidos nas áreas relacionadas com biotecnologia aplicada com ênfase em processos fermentativos e enzimáticos, de bioseparação, modelagem e controle de bioprocessos, bioprocessos aplicados a valorização e/ou tratamento de resíduos líquidos, sólidos e gasosos, cultura de células animais e vegetais, genética e biologia molecular, propriedade intelectual, entre outros.

Na abertura, o professor da Universidade Tecnológica de Compiègne, da França, Daniel Thomas, fez conferência sobre “Bioenergia – Perspectivas Globais”. O presidente da Associação de Produtores de Álcool e Açúcar do Paraná, Anísio Tormena, falou sobre “Bioenergia – Perspectivas da Indústria Alcooleira no Paraná – Contexto Nacional e Internacional”.

About Author