Manufatura enxuta aumenta produção em até 63% em empresas paranaenses

Indústrias do setor de Petróleo e Gás participaram de projeto que reduziu custos, aumentou produção e diminuiu tempo de movimentação de funcionários

Vinte indústrias foram contempladas pelo programa no Brasil (Foto: Divulgação).

Empresas do Paraná que participaram do projeto piloto da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), desenvolvido no estado pelo Senai, para melhorias na produção, aumentaram a produtividade, em média, entre 33% e 63% durante os quatro meses de assessoria feita pela instituição, no início de 2016. As medidas para aumentar essa produtividade e reduzir custos compõem o que é conhecido como Lean Manufacturing, ou manufatura enxuta. Nessa fase piloto, o projeto foi aplicado em empresas do setor de Petróleo e Gás.

Além do aumento da produtividade, houve redução de 94% no tempo de movimentação do funcionário na linha de produção, além de diminuição de 28% no tempo de montagem de produtos (13 horas para 9 horas, em média). Isso significa ainda ganhos de 24% na produção. O tempo em que as máquinas ficam paradas para manutenção também diminuiu, em 76%. Esses dados representam economia significativa para as indústrias.

Os objetivos foram traçados pelos especialistas do Senai de acordo com os interesses das empresas que participaram do projeto da CNI. Ao todo, 20 indústrias foram contempladas pelo projeto em todo o Brasil. Além do Paraná, houve atendimento nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia, sendo que o projeto foi coordenado pelo Senai de cada estado.

Conforme explica a gerente de Serviços Tecnológicos e Inovação do Senai no Paraná, Sonia Regina Hierro Parolin, mesmo ao término da consultoria, as empresas receberam direcionamento para que mantenham a ideia de manufatura enxuta dentro da linha de produção. “O objetivo da consultoria é a transferência de todo o conhecimento adquirido para a equipe da empresa envolvida no projeto, para que, após a finalização dos trabalhos, a empresa possa dar continuidade das ações na indústria. O foco é que a empresa possa manter os indicadores de produtividade bem como o trabalho mais enxuto”.

Lean Express

Dentro do Programa de Melhoria da Competitividade Industrial, lançado pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), foi aberto edital Lean Express para empresas das áreas Têxtil e Vestuário, Gráfica, Construção Civil e Cadeia do Papel e Celulose. As indústrias interessadas podem ingressar no programa de manufatura enxuta e ter bons resultados quanto à produtividade e redução de custos. O programa é realizado pela Fiep em parceria com o Senai, que faz a consultoria para as indústrias.

O edital está na terceira chamada, e ainda em maio as empresas selecionadas nas duas chamadas anteriores, que ocorreram em abril, devem começar a ser atendidas. O período é o mesmo do projeto piloto, entre três e quatro meses.

About Author