Coluna > Coluna semanal

Dia Nacional da Energia

Em 2000 foi lançado o Pacto Global das Nações Unidas, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa voluntariada do mundo. Em 2003 criou-se a Rede Brasileira do Pacto Global com 714 signatários entre empresas de pequeno, médio e grande porte, além de organizações (entre elas o Sistema Fiep, representado pelo Sesi). O objetivo é traçar as operações de negócios seguindo os dez princípios que dizem respeito aos direitos humanos, ao trabalho, ao meio ambiente e ao combate à corrupção. Também está à cargo dos signatários promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS, que devem ser atingidos até 2030. Dos 17 ODS, 13 têm relação com a industrialização e infraestrutura.

Neste 29 de maio, Dia Nacional da Energia, os holofotes se voltam para o ODS 7: garantir acesso à energia barata, confiável, sustentável e moderna para todos. O tema merece atenção por ser a energia um dos principais insumos da indústria. O setor é responsável por de 35,1% do consumo de energia no Brasil e esse consumo é um dos maiores custos em todo o processo de produção.

Em meio à crise energética e preocupação com as mudanças climáticas, a energia solar torna-se cada vez mais interessante. Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica Nacional (Aneel), apenas 0,02% da energia gerada no Brasil é proveniente do sol. Um estudo da consultoria Bloomberg New Energy Finance de 2015, indica que um quinto da capacidade brasileira será produzida pelos próprios consumidores a partir de painéis fotovoltaicos em 2040.

A construção de um setor

Procurando por fontes de geração própria de energia, a Fiep, o Senai e a Itaipu Binacional firmaram um convênio para a realização do estudo de viabilidade técnica que busca o desenvolvimento da cadeia produtiva de componentes para produção de energia solar fotovoltaica. O projeto denominado Green Silicon irá gerar novas possibilidades de produtos, serviços e formações profissionais provenientes da instalação de uma base industrial fotovoltaica integrada no Paraná e no Paraguai.

Como a preocupação com as fontes de energia deve ser fomentada desde cedo, os alunos do Colégio Sesi Internacional de Cascavel estão trabalhando na oficina We´ve got the power! Através de discussões e exposições de conteúdos multidisciplinares, os estudantes do ensino médio têm a oportunidade de repensar as melhores formas de otimizar o uso dos recursos energéticos no dia a dia. Já o Senai, por meio do Instituto Senai de Tecnologia em Meio Ambiente e Química (IST MA&Q), localizado em Curitiba, e do Núcleo de Eficiência Energética, em Cascavel, oferece serviços e consultorias sobre aproveitamento dos recursos energéticos para indústrias.

About Author