Regionais > Curitiba e RMC

Comitê gestor do projeto Curitiba 2035 se reúne pela primeira vez

Grupo que tem condução técnica do Sistema Fiep vai discutir os rumos do desenvolvimento do município para os próximos anos

Encontro foi realizado na PUCPR (Foto: Gelson Bampi)

O projeto Curitiba 2035, que vai realizar um planejamento estratégico para o futuro do município, teve nesta quinta-feira (30) a primeira reunião de seu comitê gestor. O grupo, composto por representantes de organizações da sociedade civil, comunidade acadêmica, poder público e setor empresarial, será o responsável por discutir e propor as principais ações para que a cidade tenha um desenvolvimento ordenado e em sinergia com os princípios de sustentabilidade. O Curitiba 2013 é fruto de uma parceria entre a organização Comunitas, o Instituto Arapyaú, a prefeitura municipal e o Sistema Fiep, que por meio dos Observatórios Sesi/Senai/IEL é o responsável pela condução técnica do processo, utilizando como base a metodologia do programa Cidades Inovadoras.

Confira mais fotos da reunião

No primeiro encontro de trabalho, realizado na Pontifícias Universidade Católica do Paraná (PUCPR), foram apresentados o cronograma previsto para o projeto e de que forma será conduzido o planejamento. Nos primeiros 12 meses será realizado o trabalho técnico, com levantamento de dados, realização de painéis com atores estratégicos, definição dos temas prioritários e abertura de consultas públicas. Essa etapa se encerra com a produção de um caderno apresentando as prioridades definidas para o desenvolvimento da cidade e um roadmap com os caminhos para que as metas sejam atingidas. Nos 12 meses seguintes, o trabalho se concentra na implantação de uma governança que será responsável por monitorar a aplicação do planejamento pela gestão municipal.

“Curitiba sempre foi referência em planejamento urbano e é fundamental resgatar essa característica, mas envolvendo toda a sociedade”, afirmou o presidente do Sistema Fiep, Edson Campagnolo, que participou da abertura da reunião. “É isso que está sendo feito com o Curitiba 2030, um projeto em que o Sistema Fiep se orgulha em participar e para colocamos à disposição todos os conhecimentos de que dispomos”, completou.

Além do Sistema Fiep e das outras organizações responsáveis pelo projeto, participaram da reunião desta quinta os reitores ou representantes de instituições de ensino superior, como PUCPR, UFPR, UTFPR, Universidade Positivo e ISAE, secretários municipais e integrantes de outras entidades da sociedade civil, como Fecomércio,  Sebrae, IBQP e Dieese.

Para o reitor da PUCPR, Waldemiro Gremski, a união de diferentes setores em prol do planejamento do município é fundamental para que se tenha um desenvolvimento que atenda os anseios de toda a sociedade. “Quanto mais nos aproximarmos, mais sucesso teremos nessa área”, disse. Já o secretário municipal de Planejamento e Administração, Fábio Scatolin, afirmou que o planejamento da cidade é uma atitude de responsabilidade social das instituições participantes. Ele destacou que a criação de um comitê gestor, que conforme previsto no projeto será responsável por fiscalizar a aplicação daquilo que for planejado, é fundamental para o sucesso do Curitiba 20135. “Se conseguirmos isso, daremos um passo muito além do que os que já demos no passado. Esse é o grande desafio”, declarou.

About Author