Paranaenses conquistam medalha de prata e certificados de excelência em competição mundial

Uma experiência pessoal e profissional multicultural e transformadora. Leandro Moreira, Lucas Constancio, Eduardo Benvegnir, Thiago Salkovski e Bruno de Souza retornam para o Brasil nos próximos dias após participarem da maior competição de educação profissional do mundo – a WorldSkills – com a certeza de que a disputa mudou suas vidas. “Estamos muito felizes com o resultado, pois mostramos a força do Senai no Paraná para o mundo. Além disso, nossos jovens demonstraram força e muita competência”, conta Marcos Pires, delegado técnico da equipe paranaense.

A cerimônia de premiação, que aconteceu nesta terça (27), revelou entre os premiados Leandro Moreira, do Senai de Londrina, que ficou com a medalha de prata na categoria Computação em Nuvem, ficando à frente de países como China, Canada e Japão e competindo com 14 estudantes . Além dele, Eduardo Felipe Benvegnir e Lucas Constancio Lenzi, também estudantes do Senai, receberam certificado de excelência nas categorias Tecnologia Automotiva e Redes de Cabeamento Estruturado, respectivamente. Thiago Felipe Salkovski, em Tecnologia da Água, e Bruno de Souza Magalhães, na modalidade de Jardinagem e Paisagismo, também representaram o Brasil no mundial.

Leandro Moreira, de Londrina Medalha de prata
Eduardo Felipe Benvegnir, de Cascavel Medalha de Excelência
Lucas Constancio Lenzi, de Londrina Medalha de Excelência

 

Após quatro dias de provas em 56 modalidades que reproduziram o dia a dia do mercado de trabalho, os brasileiros conquistaram duas medalhas de ouro, cinco de prata, seis de bronze, assim como 28 certificados de excelência, em áreas estratégicas para a indústria do futuro. “E eu não esperava um resultado diferente. O Brasil está no pódio da WorldSkills Kazan 2019. Com um honroso terceiro lugar, os brasileiros mostraram ao mundo todo a força da educação profissional de qualidade que o Senai tem. Parabéns aos envolvidos!”, disse Edson Campagnolo, presidente do Sistema Fiep em seu Instagram.

No ranking geral, o Brasil foi o terceiro colocado geral na competição mundial de profissões técnicas. Desde 2007, Brasil está entre os cinco melhores do mundo na competição. Nesta edição, 1.354 jovens de 63 países participaram do torneio.

Sobre a WorldSkills

A WorldSkills é a olimpíada mundial de profissões técnicas e há mais de 65 anos reúne alunos de ensino técnico para competirem entre si, demonstrando habilidades individuais e coletivas correspondentes a seus cursos. Realizada a cada dois anos, jovens de países das Américas, Europa, Ásia e África e Pacífico Sul disputam medalhas em modalidades referentes às profissões técnicas da indústria e do setor de serviço.

 

About Author