Paraná terá de qualificar 852 mil trabalhadores em profissões industriais até 2023

Estudo divulgado pelo Senai Nacional mostra que as áreas de energia e metalmecânica estão entre as que mais vão exigir capacitação de técnicos no Paraná

O estado do Paraná terá de qualificar 852.046 trabalhadores em ocupações industriais nos níveis superior, técnico, qualificação e aperfeiçoamento entre 2019 e 2023. Os dados são do Mapa do Trabalho Industrial, elaborado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para subsidiar a oferta de cursos da instituição. Essas ocupações têm em sua formação conhecimentos de base industrial e por isso são oferecidas pelo SENAI, mas os profissionais podem atuar em qualquer setor da economia. O Mapa do Trabalho também pode apoiar jovens na escolha da profissão e trabalhadores que desejam se recolocar no mercado.

A demanda prevista pelo estudo inclui, em sua maioria, o aperfeiçoamento (formação continuada) de trabalhadores que já estão empregados. Em parcela menor (27%) estão aqueles que precisam de capacitação para ingressar no mercado de trabalho (formação inicial). Nesse grupo estão pessoas que vão ocupar tanto novas vagas quanto postos já existentes e que se tornam disponíveis devido a aposentadoria, entre outras razões.

FORMAÇÃO DE TÉCNICOS – As áreas que mais vão demandar a capacitação de profissionais com formação técnica no Paraná são transversais; energia e telecomunicações; metalmecânica; logística e transporte; e eletroeletrônica. Profissionais com qualificação transversal trabalham em qualquer segmento, como técnicos em eletrotécnica e técnicos de controle da produção.

Cursos técnicos têm carga horária entre 800h e 1.200h (1 ano e 6 meses) e são destinados a alunos matriculados ou egressos do ensino médio.

Áreas com maior demanda por formação – Técnicos

Áreas Demanda 2019-2023
Transversais 39.529
Energia e telecomunicações 12.923
Metalmecânica 12.900
Logística e transporte 10.875
Eletroeletrônica 10.777

 

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Técnicos

Ocupações Profissionais a serem qualificados  
Técnicos de controle da produção 15.409
Técnicos de planejamento e controle de produção 10.056
Montadores de veículos automotores (linha de montagem) 7.258
Técnicos em eletrônica 7.127
Técnicos de desenvolvimento de sistemas e aplicações 6.169
Técnicos em eletricidade e eletrotécnica 5.987
Supervisores da construção civil 5.615
Técnicos em operação e monitoração de computadores 4.539
Técnicos em telecomunicações 4.196
Especialistas em logística de transportes 3.976

 

QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – Já os cursos de qualificação são indicados a jovens ou profissionais, com escolaridade variável de acordo com o exercício da ocupação, que buscam desenvolver novas competências e capacidades. Ao final, o aluno recebe um certificado de conclusão.  As áreas que mais vão exigir a capacitação de trabalhadores com esse tipo de formação, de acordo com o Mapa do Trabalho Industrial 2019-2023 serão:

Áreas com maior demanda por formação – Qualificação (+200h)

Áreas Demanda 2019-2023
Metalmecânica 57.778
Confecção e vestuário 26.619
Alimentos 23.851
Eletroeletrônica 13.004
Energia e telecomunicações 9.864

 

Áreas com maior demanda por formação – Qualificação (-200h)

Áreas Demanda 2019-2023
Transversais 117.204
Logística e transporte 101.915
Construção 69.110
Alimentos 66.420
Metalmecânica 38.649

 

Segundo o Mapa, entre as ocupações que exigem cursos de qualificação e que mais vão demandar profissionais capacitados estão operadores de máquinas para costura de peças do vestuário e mecânicos de manutenção de máquinas industriais:

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Qualificação (+200h)

Ocupações Profissionais a serem qualificados  
Operadores de máquinas para costura de peças do vestuário 23.090
Mecânicos de manutenção de máquinas industriais 12.751
Mecânicos de manutenção de veículos automotores 12.225
Preparadores e operadores de máquinas-ferramenta convencionais 11.236
Padeiros, confeiteiros e afins 9.262
Montadores de equipamentos eletroeletrônicos 8.594
Trabalhadores na fabricação e conservação de alimentos 5.724
Instaladores e reparadores de linhas e cabos elétricos, telefônicos e de comunicação de dados 5.021
Marceneiros e afins 4.934
Trabalhadores de instalações elétricas 4.759

 

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Qualificação (-200h)

Ocupações Profissionais a serem qualificados  
Alimentadores de linhas de produção 103.292
Motoristas de veículos de cargas em geral 73.518
Magarefes e afins 57.512
Ajudantes de obras civis 21.190
Trabalhadores de estruturas de alvenaria 17.118
Trabalhadores operacionais de conservação de vias permanentes (exceto trilhos) 16.025
Apontadores e conferentes 13.839
Trabalhadores da mecanização agrícola 13.447
Trabalhadores de embalagem e de etiquetagem 12.549
Trabalhadores de soldagem e corte de ligas metálicas 11.756

 

Em relação ao nível superior, as áreas de informática, gestão e construção serão as que mais vão precisar qualificar profissionais no período de 2019 a 2023, de acordo com o Mapa do Trabalho:

Áreas com maior demanda por formação – Superior

Áreas Demanda 2019-2023
Informática 21.227
Gestão 18.448
Construção 5.352
Metalmecânica 3.174
Produção 3.096

 

Ocupações industriais com maior demanda por formação dentro e fora da indústria – Superior

Ocupações Profissionais a serem qualificados
Analistas de tecnologia da informação 18.113
Gerentes de produção e operações em empresa da indústria extrativa, de transformação e de serviços de utilidade pública 4.796
Engenheiros civis e afins 4.106
Engenheiros de produção, qualidade, segurança e afins 3.096
Engenheiros mecânicos e afins 1.776
Engenheiros eletricistas, eletrônicos e afins 1.595
Gerentes de tecnologia da informação 1.502
Administradores de tecnologia da informação 1.402
Gerentes de suprimentos e afins 1.213
Gerentes de manutenção e afins 1.068

 

METODOLOGIA – O Mapa do Trabalho Industrial é elaborado a partir de cenários que estimam o comportamento da economia brasileira e dos seus setores; projeta o impacto sobre o mercado de trabalho e estima a demanda por formação profissional industrial (formação inicial e continuada). As projeções e estimativas são desagregadas no campo geográfico, setorial e ocupacional, e servem como parâmetro para o planejamento da oferta de cursos do Senai.

MATRÍCULAS ABERTAS – As matrículas para os cursos técnicos, de aperfeiçoamento e de qualificação profissional estão abertas. No site www.cursocertosenai.com.br é possível filtrar a pesquisa por cidade. Para dúvidas e matrículas, entre em contato pelo telefone 0800 648 0088 ou WhatsApp 041 98725-4376.

Já para os cursos de graduação, as inscrições para o vestibular tradicional (prova 1) podem ser feitas até 22 de novembro. Para mais informações e mais datas, acesse www.faculdadesdaindustria.org.br/geracaoi.

About Author