Setor elétrico deve receber investimento de R$39,3 bi anuais até 2022

Copel, PUCPR e Sistema Fiep lançam programa de aceleração de startups que atuam com desafios do setor elétrico

Essencial para o funcionamento e desenvolvimento de um país, o setor elétrico no Brasil deve receber investimentos anuais de, pelo menos, R$ 39,3 bilhões até 2022. Este é o dado apresentado no relatório “Perspectivas do Investimento 2019-2022”, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). É um setor que demanda inovação e atualização constantes, processo no qual as novas companhias no mercado podem ajudar as mais tradicionais.

Para fomentar a inovação no setor elétrico, a Copel, em parceria com o Sistema Fiep e a PUCPR, lançou edital para aceleração de startups dentro do programa de inovação Copel+. “Com este edital, procuramos promover a inovação no setor elétrico conectando startups com a Companhia Paranaense de Energia. Assim, buscamos encontrar soluções para desafios do ramo”, explica Priscila Assahida, consultora do Sistema Fiep.

Inscrições abertas

Startups de todo o Brasil poderão se inscrever para a aceleração, que contará com quatro etapas: Arranque, Crescimento, Consolidação e Liberação. Entre 19 de novembro de 2019 e 18 de maio de 2020, as empresas receberão orientação e mentoria de especialistas da Aceleradora Sistema Fiep e da Copel, além da possibilidade de acesso a um fundo de pesquisa e desenvolvimento no valor de R$ 10 milhões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). “É uma ótima oportunidade para startups conhecerem a metodologia diferenciada e certificada de aceleração do Sistema Fiep, além de desenvolver contatos dentro da indústria elétrica, tornando-se mais competitivas no setor”, afirma Priscila.

As startups interessadas poderão se inscrever até o dia 13 de outubro de 2019 e o resultado será divulgado em 18 de novembro. Inscrições e edital completo estão disponíveis no site: www.copelmais.com.

About Author