Institucional > FIEP

Industriais japoneses participam de encontro de negócios na Fiep

Participaram empresários dos setores de agroindústria, tratamento de resíduos e saúde

Industriais representantes de 13 empresas japonesas participaram, nesta segunda-feira (10 de fevereiro), do Encontro de Negócios com o Japão, realizado no Campus da Indústria, em Curitiba. O evento foi promovido pelo Centro Internacional de Negócios (CIN), do Sistema Fiep, em parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), a Agência Paraná de Desenvolvimento (ADP) e a Câmara do Comércio e Indústria Brasil Japão no Paraná. O encontro reuniu principalmente industriais dos setores agroindustrial, de tratamento de resíduos e da área da saúde.

“A missão da Fiep é aproximar as indústrias para prospectar oportunidades de negócios”, disse Reinaldo Tockus, gerente executivo de Relações Institucionais e Assuntos Internacionais, na abertura do evento.   Ele destacou que o Paraná tem uma densidade industrial expressiva e está bem disseminada em todo o Estado. “Boa parte disso devemos à cooperação com o Japão”, frisou. O gerente informou que a colônia japonesa no Paraná é expressiva e atuante e para a indústria do Estado ela é representativa, contribuindo muito com o PIB. “Além desse encontro, se houver algo a mais que a federação possa intervir ou atuar para que os negócios possam fluir, estamos à disposição. Nos acionem a qualquer momento. Tenham a Fiep como um grande parceiro”, reforçou.

“Estas 13 empresas privadas japonesas vêm ao Brasil para buscar possibilidade de começar negócio aqui”, disse Atsunori Kadoya, representante sênior da Jica. Para ele, a grande distância geográfica entre Japão e Brasil dificulta o conhecimento do mercado brasileiro pelos empresários japoneses. “Com a Jica, nós fortalecemos este intercâmbio trazendo as empresas para conhecer as oportunidades”, disse. De acordo com ele, para começar algo como empresa estrangeira é um pouco difícil sem conhecer nada. “A Jica tem uma boa relação com a comunidade nikkei estabelecida no Paraná e, por isso, o Estado é considerado um bom mercado para buscar oportunidades”, pontuou.

Além de aproximar empresas japonesas do mercado brasileiro, outra oportunidade que a Jica oferece são linhas de financiamentos. O representante da agência citou como exemplo o que já ocorre no Estado de São Paulo, onde a Jica financia projeto de melhoria do sistema de água junto à Sabesp. “Podemos fazer algo parecido com o Paraná, seja para o Governo do Estado, seja para o setor privado. Para isso, basta ter projetos viáveis”, informou. Neste caso, segundo Kadoya, os financiamentos têm que ser feitos sempre em parceria com bancos locais. Ele informou que as áreas de maior interesse para os japoneses são meio ambiente e saúde.

A programação do Encontro teve apresentação dos dados econômicos do Japão, do Brasil e do Paraná, e das 13 empresas participantes. Foi realizada também uma rodada de negócios entre os presentes, onde contatos foram iniciados com vistas a negócios futuros.

 

About Author