Coluna > Coluna semanal

Indústrias contam com mentoria e subsídios para superar crise e otimizar produtividade

Senai oferece soluções rápidas para melhorar a gestão, inovar processos e reduzir desperdícios, por meio do programa Brasil Mais

Programa é focado em práticas e ferramentas que potencializam os resultados da produção, com base nas metodologias de manufatura enxuta

Investir na capacitação produtiva e tecnológica das empresas é um passo importante para a retomada da economia e do desenvolvimento do estado. Para auxiliar o setor industrial paranaense, o Senai oferece um novo programa de mentoria que vai capacitar profissionais e aplicar consultorias especializadas, focadas em práticas e ferramentas que potencializam os resultados da produção, com base nas metodologias de manufatura enxuta, ou lean manufacturing. Além de rápidas para serem implantadas, as soluções têm um baixo custo e alto impacto para as empresas.

A iniciativa faz parte do programa Brasil Mais, desenvolvido pelo governo federal em conjunto com a Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), e conta com a parceria do Senai e do Sebrae. O investimento é acessível às empresas, e a maior parte do programa é subsidiada.  “Todas as empresas possuem grandes oportunidades de implementar melhorias e o Senai acredita que a redução de custos e aumento de produtividade fazem parte do conjunto de respostas que as indústrias precisam neste momento”, avalia Felipe Couto, gerente de Inovação e Produtividade do Sistema Fiep.

Como funciona
O programa de mentoria pode ser contratado por empresas de diversos segmentos que tenham de 11 a 499 funcionários. Durante dois meses, são realizadas mentorias e atividades de capacitação com até três colaboradores. Ao todo, são 64 horas de aprendizagem e implementação. Existem também módulos de treinamento em que são reunidas outras empresas, permitindo a troca de experiências entre os participantes.

A mentoria lean desenvolvida pelo Senai contempla:
1) aprendizagem de conceitos básicos por ensino a distância;
2) aprendizagem coletiva com teoria, prática, envolvendo até 3 colaboradores por empresa e potencializada por gameficação dos conteúdos;
3) implementação, no chão-de-fábrica, das ferramentas de melhoria dos processos produtivos aprendidas sob orientação presencial de consultor especializado na empresa.

Em todo o Brasil, a estimativa é que 46,8 mil indústrias sejam impactadas pelo programa – no Paraná, a meta é atender até 3 mil empresas. “Quanto mais produtiva for a indústria, melhor será sua condição de concorrer no mercado, principalmente após a pandemia”, completa o gerente.

As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas pelo site senaipr.org.br/brasilmais. O primeiro grupo de mentoria dará início às atividades no dia 1º de junho.

About Author