Webinar do Senai traz sugestões para inovar com pouco investimento

Em tempos de pandemia, a chamada inovação low cost se torna ainda mais interessante e mostra que é possível ganhar competitividade com baixo custo

Durante o período de crise percebe-se que as empresas que investem em inovação acabam se saindo melhor em seus negócios, principalmente pela agilidade de se adaptar. Mas como inovar com pouco investimento, em um momento em que mesmo as grandes corporações estão esgotando seus recursos, por conta das consequências da COVID-19 na economia? Pensando nisso, o Senai no Paraná promove, no dia 6 de agosto, o webinar “Inovação Low Cost: Quanto preciso para inovar?”, que vai apresentar soluções de baixo custo para indústrias e outras empresas que querem inovar.

“Atualmente, mesmo as grandes empresas estão sentindo dificuldade em ter budget para realizar seus projetos. Por outro lado, as empresas que realmente inovam estão apresentando melhores resultados durante a pandemia, pois a inovação é o ponto de partida para sair dessa fase pela qual estamos passando e conseguir novos mercados, além de tornar-se mais competitivo e produtivo”, analisa Claudia Rocha, consultora de PD&I do Sistema Fiep e uma das palestrantes do evento.

Ela ainda completa: “Por meio desta live, queremos mostrar para as indústrias e para o mercado de forma geral que é possível inovar sem gastar ou gastando muito pouco. Muitos empresários tendem a pensar que a inovação é algo caro, que vai despender muito dinheiro e que é quase impossível inovar sem um grande investimento, mas isso não é verdade. Então, queremos desmistificar esse pensamento de que inovação é cara”.

A live vai ao ar às 17h e contará também com a participação de Paulo Chiquito (líder de Tecnologia e Inovação na Aker Solutions) e Sabrina Levinton (consultora em Gestão da Inovação no Sistema Fiep). A ação é voltada a todos os empresários que tenham interesse em promover a inovação a baixo custo em seus negócios ou mesmo profissionais que estejam ingressando no mercado de trabalho ou começando a empreender. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site do Senai.

About Author