Fiep reúne sindicatos industriais para discutir novo modelo de concessões de rodovias

Entidade acompanha com atenção o processo que vai definir, em 2021, as novas empresas que vão administrar as estradas

Contratos com as atuais concessionárias vencem em novembro de 2021 (Foto: Gelson Bampi)

A Fiep realizou, nesta quinta-feira (6), uma videoconferência para debater o novo modelo de concessão de rodovias que será implantado no Estado em 2021. Participaram do encontro diretores da entidade e presidentes de sindicatos industriais filiados. A intenção é formar uma opinião da indústria paranaense sobre o processo de licitação que vai definir as empresas que vão administrar as rodovias quando vencerem os contratos com as atuais concessionárias.

“Temos uma conta cara que estamos pagando há mais de 20 anos com o modelo atual. Precisamos ter participação na decisão de como vai ser o modelo dos próximos 30 anos, porque isso impacta diretamente nos nossos custos e na nossa competitividade”, disse o presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro. “Temos acompanhado de perto essa questão, junto com as demais entidades do setor produtivo que compõem o G7, mas queremos formar uma posição da indústria paranaense”, acrescentou. Ele ressaltou, ainda, que a Fiep deve promover reuniões regionais para debater o assunto com industriais de todo o Paraná.

Os atuais contratos de concessão vencem em novembro de 2021. A condução do processo de formulação do novo modelo está sendo feita pelo governo federal, por meio da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), com estudos técnicos realizados pela IFC, instituição ligada ao Banco Mundial. O governo estadual também acompanha o processo. A previsão é que a extensão total de rodovias concedidas passe dos 2,5 mil quilômetros que formam o chamado Anel de Integração para 3,8 mil quilômetros. Desses, devem ser duplicados 2,4 mil quilômetros de estradas, que serão divididas em oito lotes. Com o novo modelo, estima-se que as tarifas de pedágio possam cair de 35% a 40% em relação aos valores cobrados atualmente.

About Author