Fiep é homenageada durante comemorações pelos 25 anos da Renault no Brasil

Solenidade na fábrica da empresa teve participação do presidente em exercício Geraldo Alckmin

Presidente da Fiep (primeiro à esquerda) recebeu placa em homenagem à entidade (Foto: Gelson Bampi)

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Vasconcelos, participou nesta segunda-feira (4) da solenidade em comemoração pelos 25 anos de atuação da Renault no Brasil. O evento teve as presenças do presidente da República em exercício, Geraldo Alckmin, e do governador Ratinho Junior. Durante a cerimônia, a Renault anunciou um investimento de R$ 2 bilhões na fábrica de São José dos Pinhais para a produção de um novo modelo de SUV.

Na solenidade, a Fiep recebeu da Renault uma placa em reconhecimento pela parceria que manteve com a empresa nesses 25 anos. A entidade, inclusive, faz parte da história da montadora francesa no país. O primeiro carro fabricado pela companhia no país, um Scénic, foi montado em uma linha de produção instalada no atual Campus da Indústria, em Curitiba, para formar os primeiros colaboradores que atuariam na fábrica. Ao longo dos anos, o Sistema Fiep seguiu prestando serviços à empresa em suas diversas áreas de atuação.

O presidente em exercício destacou o papel estratégico da Renault no cenário automotivo nacional, que coloca o Brasil como a oitava maior participação no segmento mundial. “A Renault representa a neoindústria, que é baseada em inovação e sustentabilidade e é o que queremos incentivar para estimular a industrialização do Brasil”, disse. “Somos a oitava indústria automotiva do mundo, mas queremos que cresça, porque é setor que está na vanguarda da pesquisa, desenvolvimento e inovação, gera emprego, agrega valor e promove o desenvolvimento”.

A Federação também esteve representada no evento pelo vice-presidente Virgílio Moreira Filho e pelo coordenador do Conselho Setorial da Indústria Automotiva, Carlos de Paula, que é diretor de Relações Institucionais e Governamentais da Renault.

Novos investimentos
Durante a solenidade, a Renault do Brasil anunciou investimento de R$ 2 bilhões no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, visando a produção de um C-SUV, completamente novo, sobre a nova Plataforma Modular do Grupo Renault, a mesma utilizada no Kardian. “Continuamos a implementação do International Game Plan 2027, após a revelação do Renault Kardian, temos o prazer de anunciar um segundo produto em um segmento superior, fabricado no Brasil e que será exportado para toda a América Latina”, explicou Luiz Fernando Pedrucci, CEO da Renault na América Latina.

“Este novo investimento em nossa fábrica no Brasil resulta em um total de R$ 5,1 bilhões desde 2021, o que é uma clara demonstração de nosso compromisso no Brasil”, ressaltou Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil. Para este ciclo de investimento, segundo a empresa, foram muito importantes as condições concedidas pelo Estado do Paraná e pelo atual acordo coletivo com o Sindicato dos Metalúrgicos da Região Metropolitana de Curitiba (SMC), representando os colaboradores da Renault do Brasil.

O novo veículo utilizará motor produzido no Complexo Ayrton Senna pela Horse, empresa dedicada ao desenvolvimento, produção e fornecimento da próxima geração de motopropulsores híbridos de baixa emissão, conforme anunciado na semana passada, com investimento de R$ 100 milhões. Produzindo no Brasil há 25 anos, a Renault do Brasil conta com 5,3 mil colaboradores em duas fábricas no complexo Ayrton Senna: a de veículos de passeio (CVP), a de comerciais leves (CVU).

Sistema Fiep - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná
Av. Cândido de Abreu, 200 - Centro Cívico - 80530-902 - Curitiba-PR