Compagas anuncia investimentos para ampliar rede de gás canalizado

Após divulgação de projetos de expansão, Fiep aguarda resultado da primeira revisão tarifária do novo contrato de concessão do serviço

O diretor Fábio Germado e o vice-presidente Miguel Tranin cumprimentam o governador Ratinho Junior durante a solenidade (Fotos: Gelson Bampi)

O diretor Fábio José Germano da Silva e o vice-presidente Miguel Rubens Tranin representaram a Fiep, nesta segunda-feira (24), numa solenidade no Palácio Iguaçu, em Curitiba, em que foram anunciados novos investimentos da Companhia Paranaense de Gás (Compagas). Nos próximos 5 anos, a companhia aplicará R$ 505 milhões em projetos para ampliação da rede de fornecimento de gás canalizado, especialmente na Região Metropolitana de Curitiba e no Norte do Estado. Além da ampliação da rede, o setor produtivo também aguarda com atenção o resultado da primeira revisão tarifária periódica dentro do novo contrato de concessão do serviço, que deve ser divulgada ainda nesta semana.

No evento desta segunda, que teve a participação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, secretários de Estado e deputados estaduais e federais, a Compagas apresentou seu plano de investimentos para ciclo 2024-2029. Os investimentos fazem parte do novo contrato de concessão da Compagas, que passa a valer a partir do mês de julho e que define metas para o aumento da oferta de gás natural e biometano e o atendimento de novas regiões no Paraná para os próximos 30 anos.

Dos R$ 505 milhões para o primeiro ciclo de 5 anos, R$ 100 milhões serão investidos para a expansão da rede de gás canalizado em Londrina e Maringá. Serão construídos, ao todo, 60 quilômetros de rede para atender os segmentos industrial, residencial, comercial e veicular no Norte do Paraná, sendo que o fornecimento na região ocorrerá 100% com biometano. Oito quilômetros de rede serão construídos em Maringá para atender o segmento industrial da região.

O projeto também contempla a instalação de um trecho de cerca de 19 quilômetros conectando os municípios de Londrina, Cambé e Rolândia para o fornecimento das indústrias instaladas no percurso. Outros trechos, que totalizam 34 quilômetros, atenderão o bairro Gleba Palhano, localizado na zona Sul de Londrina e considerado uma das regiões mais valorizadas no setor imobiliário e de intenso comércio.

A Compagas também anunciou a construção de 52 quilômetros de gasoduto entre os municípios de Araucária e Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba. O investimento de R$ 108 milhões vai atender um importante eixo agroindustrial do Estado e, em especial, a fábrica do Grupo Potencial Biodiesel, na cidade da Lapa.

Para a Fiep, os investimentos na ampliação da rede podem influenciar na redução tarifária no futuro. “Quando há um investimento em longo prazo, isso vai trazer maior consumo, e o maior consumo é o que faz com que o custo operacional venha a baixar”, afirmou Fábio Germano. “Quanto mais a Compagas tiver de comercialização e de distribuição, mais barato vai ficar para pagar essa conta”, acrescentou.

Revisão tarifária
Enquanto não se concretiza essa redução de custos para o consumidor que deverá ser gerada pela ampliação da rede, a Fiep aguarda os resultados da 1ª Revisão Tarifária Periódica (RTP) do serviço de distribuição de gás canalizado. O processo vem sendo conduzido pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar), que em dezembro abriu uma consulta pública para que a sociedade pudesse opinar sobre a metodologia de remuneração dos investimentos realizados pela Compagas ao longo do ciclo tarifário 2024-2029.

“O setor produtivo como um todo, principalmente a Fiep e seus sindicatos, fizeram muitas contribuições na consulta pública”, explicou Fábio Germano. “A gente entende que existem muitos pontos a serem trabalhados ainda neste novo contrato e esperamos que a Agepar o regule com o maior equilíbrio possível, que ajude também o setor produtivo a ser mais competitivo, que é o que está faltando hoje”, completou.

Sistema Fiep - Sistema Federação das Indústrias do Estado do Paraná
Av. Cândido de Abreu, 200 - Centro Cívico - 80530-902 - Curitiba-PR