Comunidades de Heimtal e Jardim Maringá firmam pacto pelo desenvolvimento

Moradores, empresários e representantes do poder público se integram para buscar melhorias para as localidades

Nesta semana, moradores do bairro Heimtal e do Jardim Maringá, de Londrina, realizam eventos para apresentar à sociedade londrinense propostas de desenvolvimento local que eles próprios elaboraram com o objetivo de buscar melhorias na qualidade de vida da comunidade. Os eventos, denominados de pactos pelo desenvolvimento local, serão respectivamente nesta segunda e na quarta-feira (6 e 8), e integram a metodologia de implantação do Projeto Político de Desenvolvimento das Cidades do Paraná, lançado pela Rede de Participação Política – uma iniciativa propositiva e apartidária criada pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), em parceria com a Federação das Associações Comerciais e Empresariais (Faciap). O projeto contempla atualmente 26 localidades na cidades de Londrina, Curitiba, Ponta Grossa, Maringá, Reserva do Iguaçu e Fazenda Rio Grande, totalizando cerca de 80 mil pessoas. 

Os pactos pelo desenvolvimento servem para os moradores apresentarem aos demais segmentos da comunidade – como empresários e poder público – o funcionamento do projeto e as ações definidas para o desenvolvimento da localidade num espaço imaginado de 10 anos. “Não significa que demorará este tempo para as coisas aparecerem. Pelo contrário. Os moradores elaboraram uma agenda e um cronograma de ações que começam a ser praticadas imediatamente”, comenta o coordenador da Rede de Participação Política, José Marinho. Por isso, o principal objetivo ao apresentar à sociedade é que todos saibam da existência do projeto para, de acordo com seu interesse e sua área de competência, poder colaborar quando for procurado para alguma ação.

Basicamente, o projeto de desenvolvimento local propõe a valorização das iniciativas voluntárias dos próprios cidadãos para alcançarem melhorias para as localidades, mediante a colaboração dos que devem estar envolvidos neste processo. De acordo com o professor, analista político e consultor da Rede de Participação Política, Augusto de Franco, mais importante que os recursos financeiros, são os recursos sociais, a capacidade do ser humano de liderar um tipo de ação positiva a partir da cooperação de todos. “Esse é o combustível principal do desenvolvimento local. Se nós não fizermos, o futuro que vai chegar não vai ser aquele que nós queremos”, analisa.

SERVIÇO:
Pacto pelo Desenvolvimento Local – Heimtal
Data: 06/07 (segunda-feira)
Horário: 19h
Local: Escola Municipal Padre Anchieta
Endereço: Rua Domingos Cantagali, 75 – Londrina.
Pacto pelo Desenvolvimento Local – Jardim Marringá
Data: 08/07 (quarta-feira)
Horário: 19h
Local: Associação de Moradores (Assomar)
Endereço: Rua Renê Descartes, 381 – Londrina

PERFIL DOS BAIRROS

Heimtal – Com uma população total de 1665 habitantes, segundo o censo do IBGE do ano 2000, o Heimtal foi o primeiro núcleo rural de Londrina. Situado na região norte da cidade, o bairro foi instituído com a chegada dos primeiros imigrantes alemães por volta do ano de 1933. Atualmente, está englobado pela área de expansão urbana do município. O Heimtal, um dos cinco bairros que implantam o Projeto Político de Desenvolvimento das Cidades do Paraná em Londrina, tem, de acordo com informações da prefeitura, 177 residências e 36 estabelecimentos comerciais e de serviços. Atendido por uma linha de ônibus e com 99% das ruas asfaltadas, o local ainda não tem rede de esgoto, creche e posto de saúde. A comunidade, que conta apenas com uma escola municipal, é atendida por outros bairros da região com melhor infraestrutura. As primeiras ações preteridas e agendadas pelos moradores envolvem a revitalização da praça central, a construção de um novo salão paroquial e uma creche, além de melhorias na educação com a implantação do ensino de 5ª. a 8ª. série.

Jardim Maringá – A localidade, que surgiu como loteamento particular em maio de 1970, está localizada dentro do bairro Jardim Presidente, zona oeste de Londrina e possui, de acordo com o censo de 2000, 897 habitantes. O Jardim Maringá tem todas as ruas asfaltadas, uma linha de ônibus e uma infraestrutura básica necessária para a comunidade como saneamento básico e iluminação pública. O bairro conta com 238 residências e 10 estabelecimentos comerciais e de serviços. No entanto, escolas, creches e posto de saúde são utilizados em outros bairros da região. A agenda 2009/2010 do projeto de desenvolvimento local inclui a revitalização da sede da associação de moradores, projetos sociais para adolescentes a serem realizados no contra turno e melhorias na segurança e no saneamento ambiental do bairro, como a revitalização de esgotos, coletas de lixo e de recicláveis e plantio de árvores.

About Author