O que preciso saber para ingressar no comércio exterior?

O primeiro passo é passar por um processo de habilitação

Qualquer empresa que queira exportar ou importar produtos pode ingressar no comércio exterior. Melina Hidalgo, consultora do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Paraná, conta que o primeiro passo é passar por um processo de habilitação.  “A Receita Federal é quem controla as habilitações. A empresa precisa fazer um cadastro com o órgão para comprovar a capacidade financeira para exportar ou importar”, explica.  Como são atividades que têm riscos diferenciados, existem tipos diversos de cadastros dependendo da finalidade da empresa, como importadora, exportadora ou ambos, acrescenta Melina.

A consultora conta que é importante que os profissionais que irão atuar nas transações internacionais tenham treinamentos sobre negociações tanto para importar quanto para exportar. “É importante que eles tenham conhecimento sobre o comércio exterior para que   a empresa corra o mínimo risco durante o processo de negociação e possa escolher a melhor forma de trabalhar tanto com relação às questões financeiras, quanto à garantia de recebimento da mercadoria”, pontua.

As empresas que estão iniciando as operações no comércio exterior precisam, de acordo com Melina, entenderem quais são os órgãos nacionais e internacionais que atuam no processo, as padronizações e convenções e as modalidades de pagamento como aspectos principais do comércio exterior. Esses temas serão abordados por ela, no próximo dia 29, no curso “Introdução ao Comércio Exterior” do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado do Paraná.

Poliane Brito

About Author