Conheça a residência inovadora do Sistema Fiep em Inteligência Artificial

Programa alia aprendizado e aplicação das tecnologias de IA em casos reais de empresas parceiras

Inteligência Artificial, ou IA, já é um mercado de relevância e deve crescer ainda mais. Segundo o relatório do último Guia Mundial de Investimento em Sistemas de Inteligência Artificial da IDC, os gastos com a tecnologia deverão alcançar 97.9 bilhões de dólares em 2023. Gigantes como Microsoft, Google, Facebook, IBM e Uber já trabalham com programas próprios em IA para fomentar a capacitação e a contratação de profissionais especializados. No Brasil, o capital humano disponível na área ainda é insuficiente, especialmente para atuar no setor industrial. Visando impulsionar a formação de profissionais para atender as demandas do mercado, o Sistema Fiep deu início à primeira edição do Programa de Residência em Inteligência Artificial, em execução no HUB de Inteligência Artificial Senai.

Assim como em uma residência médica, o programa é baseado na aplicação das tecnologias de IA em casos reais de empresas parceiras. Os candidatos são profissionais recém-formados ou com experiência na área de Exatas, como Engenharias, Matemática, Estatística e Ciência da Computação. De acordo com Felipe Couto, gerente do HUB de Inteligência Artificial Senai, “serão 12 meses de imersão em que esses profissionais poderão praticar técnicas de ciência de dados, machine learning, visão computacional, computação de alto desempenho, entre outras tecnologias de IA voltadas às necessidades das empresas parceiras”. O programa também prevê a participação dos residentes em cursos e atividades de mentoria com especialistas nacionais e ao término do Programa, o Residente será graduado pela Pós-graduação em Inteligência Artificial Aplicada à Indústria, pelas Faculdades da Indústria.

Cristiano Vicente é físico e doutor em Ciência e Engenharia de Materiais pela UFSC, e foi um dos residentes selecionados. Ele decidiu se inscrever no programa para atingir conhecimentos em nível avançado nesta tecnologia. “Acredito no potencial inovador que a inteligência artificial e o machine learning possuem de prover soluções inimagináveis por seres humanos, fazendo com que as indústrias possam atingir novos patamares de produtividade e competitividade” analisa.

Já Vitor Hugo Bezerra, mestre em Ciência da Computação pela UEL, trabalhou com a aplicação de IA na sua dissertação de mestrado. “A residência é uma oportunidade para continuar trabalhando com inteligência artificial em projetos mais imediatos, além de ser uma iniciativa pioneira”, comenta.

O programa de residência do Sistema Fiep chega em um momento em que o olhar de grandes indústrias está bastante voltado ao uso da Inteligência Artificial, como é o caso da Bosch, uma das empresas parceiras. “O uso de IA é prioridade no âmbito da Indústria 4.0 e fundamental para a competitividade dos negócios. Investir em uma iniciativa desta natureza é uma forma de contribuir com a qualificação e carreira dos residentes, bem como para o desenvolvimento de soluções tecnológicas para todo o ecossistema de inovação no Paraná. Além disso, é uma ação alinhada com as estratégias corporativas da Bosch. A unidade de Curitiba já lançou uma atividade internamente para levantar os desafios de IA em Indústria 4.0 que serão direcionados aos residentes”, conta Jefferson Simoni, gerente de Inovação em Internet das Coisas da Bosch.

“Entendemos que o programa é uma oportunidade para todo o ecossistema de inovação e um passo significativo para a evolução de tudo o que envolve a aplicação de Inteligência Artificial, por isso, a perspectiva é que esta iniciativa do Senai no Paraná se torne referência para outras regiões do país”, conclui Jefferson.

Além da Bosch, fazem parte do primeiro ciclo do Programa de Residência em Inteligência Artificial as empresas Acesso Digital, Agrisolus, O Boticário, CNR, Cocamar, Farm Go, Cooperativa Integrada, Q Expert, Sicoob Metropolitano, Unimed Londrina, Rumo Logística e Veltec Trimble.

A previsão é que seja aberta ainda este ano uma nova seleção de residentes, com início do programa no começo de 2020. Empresas interessadas em patrocinar a residência poderão entrar em contato por meio dos telefones 41 3271-9134 e 41 98850-9653 ou pelo site https://www.senaipr.org.br/tecnologiaeinovacao/nossarede/hubia/.

Sobre o HUB de Inteligência Artificial Senai

Inaugurado em setembro deste ano na cidade de Londrina, o HUB de Inteligência Artificial Senai tem atuação nacional com a missão de acelerar a adoção das novas tecnologias baseadas em big data, machine learning e cloud computing, pelas das empresas brasileiras.

O tema ainda é embrionário em grande parte das indústrias brasileiras. Através de uma plataforma de serviços voltados à Inovação Aberta, Formação de Pessoas e Indústria 4.0, o Senai contribuirá para o aumento da produtividade e competitividade do setor industrial.

A escolha de Londrina para abrigar o HUB não foi ao acaso. A cidade tem um ecossistema de inovação bastante desenvolvido, forte vocação para o agronegócio, empresas multinacionais de tecnologia, startups e instituições de ensino que formam aproximadamente 10 mil profissionais das áreas de Engenharias, Computação e Matemática.

About Author