Institucional > FIEP

Fiep busca articulação para manter atividade de cadeias produtivas industriais

Entidade considera fundamental a preservação da saúde pública, mas alerta para risco de desabastecimento de itens essenciais caso haja dificuldade para circulação de insumos e mercadorias

Produção de alimentos é uma das atividades consideradas essenciais (Foto: Gelson Bampi)

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) vem buscando articulação com diferentes esferas do poder público para garantir que a atividade industrial do Estado, especialmente a ligada à produção de itens essenciais, seja mantida normalmente mesmo com as medidas restritivas para contenção da pandemia do novo coronavírus/Covid-19. Para a entidade, é fundamental preservar a saúde pública, mas não se pode correr o risco de criar uma crise de abastecimento no país.

Decretos federais e estaduais já estabeleceram quais são as atividades essenciais que não devem ser interrompidas, incluindo a produção de alimentos, equipamentos de saúde, medicamentos, produtos de higiene e limpeza, entre outros. “É importante, porém, garantir o funcionamento de toda a cadeia produtiva desses itens, incluindo a produção de embalagens e outros insumos, para que não haja desabastecimento”, afirma o presidente da Fiep, Carlos Valter Martins Pedro.

Uma preocupação da entidade diz respeito a barreiras sanitárias que vêm sendo criadas por alguns estados ou municípios. “É preciso bom senso para que essas barreiras não comprometam o trânsito e distribuição de insumos e mercadorias, o que poderia paralisar a produção desses itens essenciais”, diz Carlos Valter. “Por isso, a Fiep está em contato permanente com o governo do Estado e, via Confederação Nacional da Indústria (CNI), também com o governo federal para buscar soluções para essas dificuldades”, acrescenta.

O presidente da Fiep afirma, ainda, que a entidade também vem acompanhando de perto as medidas anunciadas para reduzir o impacto econômico para as empresas. “Criar alternativas nas áreas trabalhista, tributária e de crédito, entre outras, é fundamental. Esperamos que as medidas já anunciadas sejam regulamentadas o mais rapidamente possível e novas ações sejam adotadas para ajudar na sobrevivência das empresas e na manutenção dos empregos”, diz.

Orientação – Além da articulação com o poder público, a Fiep também vem produzindo informativos para orientar as indústrias sobre procedimentos de prevenção que devem ser adotados para preservar a saúde dos colaboradores que seguirão trabalhando nas linhas de produção. Orienta, ainda, sobre alternativas de gestão que podem ser adotadas neste momento, como a realização de home office pelo pessoal administrativo ou concessão de férias coletivas caso os processos produtivos precisem ser paralisados. A entidade também recebe, por meio de seus sindicatos filiados, demandas de indústrias que tenham dúvidas ou estejam passando por dificuldades pontuais neste momento. Os informativos estão disponíveis no site fiepr.org.br.

About Author