Coluna > Coluna semanal

Colégio Sesi do Paraná inova e foca na formação para indústria

A partir de 2021, ensino será mais integrado à formação técnica e às necessidades do setor industrial

Colégio Sesi da Indústria será implementado a partir de 2021 (Foto: Mariana Fachini /Sistema Fiep)

Um ensino mais próximo da indústria e integrado à formação técnica. Esta é a grande mudança do Colégio Sesi do Paraná para 2021, que, a partir de agora, passa a se chamar de Colégio Sesi da Indústria. “Como a razão da existência do Sistema Fiep é prestar serviços que agreguem valor à indústria, foi formulada uma nova proposta de ação para o Colégio Sesi no Paraná, que trará um currículo muito mais direcionado para a formação dos alunos de acordo com as reais necessidades do setor industrial”, relata o presidente do Sistema Fiep, Carlos Valter Martins Pedro.

No Colégio Sesi da Indústria, o estudante do Ensino Médio terá flexibilidade e autonomia, tendo acesso a palestras sobre a indústria, exposições culturais com temas do segmento, encontro de carreiras com industriários e módulos de aprendizado sobre o Mundo do Trabalho.

Metodologia de referência
A metodologia de ensino do Colégio Sesi da Indústria será atualizada, mas o aprendizado continuará sendo pelas Oficinas de Aprendizagem. Neste formato, os alunos se reúnem em equipes para solucionar desafios propostos, promovendo a integração das disciplinas, a autonomia, a criatividade e o trabalho em equipe. “Com esse método, os alunos desenvolvem, além do conhecimento técnico, habilidades interpessoais que os ajudam no mercado de trabalho e na vida. A integração com a indústria já na educação básica irá beneficiar quando o aluno ingressar no mercado de trabalho, ou seja: o aluno ganha e a indústria também”, esclarece Giovana Punhagui, gerente executiva de Educação do Sistema Fiep.

Nas Oficinas de Aprendizagem do próximo ano, os estudantes serão apresentados aos setores industriais do Paraná para, em equipe, entenderem os desafios do segmento. “Hoje, é fundamental que os alunos tenham senso crítico e capacidade de resolver problemas. Cada vez mais as escolas devem preparar os alunos para essa realidade, investindo em debates, atividades que envolvam o raciocínio lógico e até mesmo o trabalho em equipe”, lembra Giovana.

“Assim, o estudante continuará aprendendo os conteúdos comuns da grade curricular de forma inovadora, mas também passará a conhecer os desafios da indústria paranaense que está passando por um processo de transformação digital”, ressalta. A iniciativa, que irá conectar a escola com a indústria, será implementada a partir de 2021. Para mais informações, acesse colegiosesi.com.br.

About Author