Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel é credenciado na ANP

Instituto pode realizar projetos de pesquisa e inovação para empresas de petróleo em todo o Brasil

O Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel, localizado em Telêmaco Borba (PR), foi credenciado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Com isso, esta apto a realizar projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis. “O IST em Celulose e Papel atua na prestação de serviços, ofertando ensaios, consultorias tecnológicas, pesquisas e projetos de inovação e este credenciamento é um reconhecimento do trabalho em um setor tão específico”, comemora Adriane de Fátima Queji de Paula, coordenadora do IST em Celulose e Papel.

Os contratos celebrados entre a ANP e as empresas petrolíferas possuem uma cláusula de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I) que estabelece a obrigação de aplicação de um percentual da receita bruta da produção de petróleo e/ou gás em projetos de PD&I. “Para execução desses projetos com recursos da cláusula, as instituições devem ser credenciadas pela ANP; fomos credenciados em biocombustíveis avançados, outras fontes de energia e temas transversais”, explica Adriane.

Com o credenciamento, as empresas do setor petroquímico podem desenvolver projetos junto ao IST Celulose e Papel para desenvolvimento de biocombustíveis, novos materiais/compósitos, reutilização de resíduos, projetos de inovação a partir do uso de materiais lignocelulósicos, como celulose, nanocelulose, lignina, entre outros.

O Instituto Senai de Tecnologia em Celulose e Papel

O IST em Celulose e Papel faz parte de uma rede de sete institutos de tecnologia do Senai presentes no Paraná e oferta ensaios laboratoriais e relatórios técnicos para o setor de celulose e papel; pesquisa aplicada e projetos de inovação; desenvolvimento de novas aplicações para resíduos lignocelulósicos e aproveitamento de resíduos.

Em setembro de 2019 o Instituto inaugurou suas novas instalações. A estrutura conta agora com sete laboratórios dedicados exclusivamente para o desenvolvimento de pesquisa e inovação: laboratório de fabricação de celulose, laboratório de microbiologia, laboratório instrumental, laboratório químico, laboratório de testes físicos e laboratório de nano e biotecnologia. A equipe técnica é formada principalmente por engenheiros químicos, com vasta experiência no processo de fabricação de celulose e papel, biomassa e biocombustíveis e a capacidade técnica para otimização do processo e utilização de químicos auxiliares.

Para conhecer mais sobre o IST em Celulose e Papel, acesse: senaipr.org.br/tecnologiaeinovacao/nossarede/celuloseepapel.

About Author