Institucional > FIEP

Curitiba ganha projeto inovador sobre mudanças climáticas

Desenvolvido pelo Observatório do Sistema Fiep, prevê participação da sociedade no processo de construção e tem por objetivo reduzir as emissões de gases que causam o efeito estufa

O dia 16 de março celebra o Dia Nacional da Conscientização sobre as Mudanças Climáticas e chama a atenção da população para a necessidade de se criar ações que reduzam impactos ambientais no planeta. Não por acaso hoje (terça-feira, 16/3), a capital paranaense começa a debater um projeto inovador sobre mudanças climáticas para a cidade.

31 painelistas com ampla expertise no assunto refletiram sobre os eixos temáticos que devem estruturar o painel de dados sobre mudanças do clima de Curitiba.

A iniciativa é conduzida pelo Observatório Sistema Fiep, que no ano passado foi selecionado em edital do Google, com financiamento do Action Fund Brazil, e operacionalização pelo ICLEI – International Council for Local Environmental Initiatives, associação internacional de autoridades locais vocacionadas para a prevenção e resolução de questões ambientais, presente em mais de 100 países. O projeto ganhador apresentado pelo Senai/PR, por meio do Observatório Sistema Fiep, foi desenhado para Curitiba e está em fase inicial de construção. Será implementado pela parceria entre a Prefeitura Municipal de Curitiba, o Sistema Fiep, o Google e o ICLEI.

O projeto vai receber financiamento do Google e propõe a criação de um painel de indicadores sobre mudanças climáticas para Curitiba. Esse painel utilizará dados públicos abertos e será atualizado periodicamente com informações, números e análises com vistas a ampliar o entendimento das mudanças climáticas para subsidiar a tomada de decisões e a implementação de políticas públicas e privadas voltadas ao enfrentamento desses desafios.

Hoje, uma primeira fase de debates virtuais foi realizada envolvendo os parceiros do projeto e grandes especialistas em mudanças climáticas. Eles foram convidados para auxiliar na definição dos eixos temáticos do painel. A ideia é que seja construído coletivamente, envolvendo representantes da sociedade, do poder público municipal e estadual, de institutos de pesquisa, universidades, empresas e do terceiro setor.

“Uma das exigências para a seleção dos projetos era o envolvimento de diferentes públicos. Para isso, propusemos uma metodologia marcada por processos de inteligência coletiva no decorrer do desenvolvimento. Outro diferencial do painel é que ficará aberto para uso por toda a sociedade”, justifica a gerente executiva do Observatório Sistema Fiep, Marília de Souza.

O coordenador de Inteligência e PDI do Observatório, Sidarta Ruthes de Lima, conta que outras etapas do projeto preveem a participação de estudantes universitários e alunos da rede municipal de ensino. O primeiro público será contemplado em concurso com foco científico, que premiará os três melhores artigos dentro da temática mudanças climáticas, escritos com base em informações e dados da plataforma. Já para os alunos do fundamental, a intenção é valorizar as três melhores propostas que disseminem conceitos sobre mudanças climáticas implementadas nas próprias escolas. “Dessa forma envolveremos diversos públicos no processo de conscientização sobre o tema”, adianta.

No debate de hoje, 31 painelistas com ampla expertise no assunto refletiram sobre os eixos temáticos que devem estruturar o painel de dados sobre mudanças do clima de Curitiba. “Nossa equipe realizou uma profunda revisão bibliográfica para identificar esses pilares que deverão estruturar a plataforma. A partir deste debate, das sugestões e consolidação das contribuições recebidas dos especialistas vamos formatar uma proposta robusta para a composição do painel”, completa o coordenador.

No total o projeto contempla seis fases de execução. Além da etapa de hoje, que está relacionada à definição dos eixos temáticos, outros encontros de trabalho devem ocorrer para tratar dos indicadores que serão monitorados, da prospecção de bases de dados, do desenvolvimento de modelos de análise, da criação efetiva da plataforma e do desenvolvimento da governança e gestão do projeto. A intenção é que o Painel de Indicadores de Mudança do Clima de Curitiba esteja disponível para consultas no primeiro semestre de 2022.

About Author